A MEDIUNIDADE e a PSICANÁLISE entrevista com sérgio felipe de oliveira

Fenomenologia orgânica e psíquica da mediunidade

Há quase um século se estuda os fenômenos orgânicos e psíquicos da mediunidade. No Brasil um dos mais importantes estudiosos nesta área é o neuropsiquiatra Sérgio Felipe de Oliveira, mestrado em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e diretor da Clínica Pineal Mind de São Paulo.

Nesta entrevista para a revista “Saúde e Espiritualidade” (“Health and Spirituality”), Dr. Sérgio nos conta um pouco de seus estudos e investigações sobre a glândula pineal e a mediunidade.

A Ciência reconhece o tema da “mediunidade”?

O Código Internacional de Enfermidades (CID) N°10 (F44.3) de certa forma o reconhece; do mesmo modo que o tratado de Psiquiatria de Kaplane e Sadock, no capítulo sobre as teorias da Personalidade, quando se refere ao estado de transe e de possessão pelos espíritos. Carl Gustav Jung, fez um estudo com uma médium possuída por espíritos. Enfim, já é uma abertura para discutir o tema do ponto de vista científico.

No seu curso, como o senhor orienta as pessoas para o estudo da mediunidade?

De início, é necessário apresentar os conceitos de Universos Paralelos e a Teoria das Supercordas, porque essas hipóteses científicas buscam a unificação de todas as forças físicas conhecidas e pressupõem a existência de 11 dimensões, coincidindo com a revelação espírita sobre os diversos planos da vida espiritual. Temos que estudar também outros temas científicos importantes, tal como a energia flutuante quântica do vácuo, prevista por Einstein e desenvolvida por Paul Dirac, o teorema de Gödel e discutir um pouco sobre o tipo de matéria que participam da construção dos corpos sutis do espírito, além da dinâmica da Psicologia Transpessoal. Com isso entenderemos melhor como se dá a comunicação entre os espíritos, quer estejam encarnados ou desencarnados.



Que seria realmente a mediunidade?

A mediunidade é uma faculdade da percepção sensorial. Como qualquer faculdade deste tipo, para ser exercida, a mediunidade necessita de um órgão que capte e o outro que interprete. A nossa hipótese é que a glândula pineal é o órgão sensorial da mediunidade, como um telefone celular, que capta as ondas do aspecto eletromagnético, que vêm da dimensão espiritual, e o lóbulo frontal faz o juízo crítico da mensagem, auxiliado pelas demais áreas encefálicas.


Mas a glândula pineal não se calcifica depois dos 10 anos de idade?

De fato, ocorre o processo bio-mineral da glândula e ela se calcifica. Em minha tese de mestrado na USP, investiguei os cristais da glândula pineal mediante a difração dos raios X.

Eu usei também a tomografia computadorizada e a resonância magnética. Tive a oportunidade de observar nos cristais uma micro circulação sangüínea que os mantinha metabolicamente ativos e vivos.

Acredito que sejam estruturas diamagnéticas que repelem ligeiramente o campo magnético, cujas ondas se deixam ser recocheteadas de um cristal a outro. Isso é como um seqüestro dos campos magnéticos pela glândula. Quanto mais cristais uma pessoa tem, mais possibilidades terá de captar as ondas eletromagnéticas. Os Médiums ostensivos têm mais cristais.

Quais são os sintomas da mediunidade?

Variam dependendo do tipo da mediunidade. Nos fenômenos espíritas, como é o caso da psicofonia, da psicografia, da possessão, etc, há captação pelos cristais da glândula pineal e sua ativação adenergética, quero dizer que pode ocorrer ataque cardíaco, aumento do fluxo renal, circulação periférica diminuída, etc. Nos fenômenos psíquicos, em que a alma do encarnado se afasta do corpo, como em estado de desdobramento, os sintomas são outros: podemos ter distúrbios de sono, sonambulismo, terror noturno, ranger de dentes, angústia, fobia, etc. Encaixam-se aqui também os fenômenos de cura e ectoplasma. Nos psíquicos, ocorrem mais fenômenos colienergéticos: expansão das atividades do aparelho digestivo, diminuição da pressão arterial, etc.


Quer dizer que a mediunidade não se manifesta sempre como fenômeno paranormal?

Correto. Uma boa parte das vezes, se expressa mediante alterações do comportamento psicobiológico. A explicação é a seguinte: a glândula pineal, um órgão sensorial, capta as ondas magnéticas dos universos paralelos; a percepção seria enviada ao lóbulo frontal que a interpretaria. Para isso é necessário se ter um certo treino e, antes de mais nada, a transcendência, do contrário não há desenvolvimento nessa área.

E no caso de a pessoa não conseguir essa trascendência?

Nesse caso as ondas magnéticas vão influir diretamente sobre as áreas do hipotálamo e as estruturas ao seu redor, sem passar pelo juízo crítico do lóbulo frontal e sem receber seu comando. Conseqüentemente a pessoa perde o controle do comportamento psicobiológico e orgânico. É o que acontece em muitos casos de obesidade, quando a pessoa come sem fome ou nos casos de dificuldades nas relações sexuais.

Se o efeito se produz na área da agressividade, haverá talvez um aumento da auto-agressividade (desencadeando depressão e fobia) ou da hetero-agressividade (com violência contra outras pessoas). Se o sistema reticular ascendente é ativado (esse sistema é responsavel pelos estados de sono e vigilia) podem ocorrer distúrbios nessa área. Nos casos citados ocorrem sintomas sem desenvolvimento da mediunidade, com alterações hormonais, psiquiátricas ou orgânicas. Se não há o controle do lóbulo frontal, as áreas mais primitivas predominam. A pessoa não usa a capacidade de transcendência. Essas são hipóteses que acumulei durante as investigações e nos casos clínicos.


Se um paciente lhe perguntasse se o seu problema é espiritual ou orgânico, qual seria a sua resposta?

Não existe uma coisa separada da outra. Eu parto da hipótese de que a pessoa é um espírito. Por isso a influência espiritual tem repercursão biológica e os comportamentos psico-orgânicos têm influência sobre o espírito.

Qual e o caminho para a integração da ciência e da espiritualidade?

O cérebro está, como um embrião, ligado ao coração. Não existe raciocínio sem emoção. Somente a capacidade de amar constrói a verdadeira identidade das pessoas. Somente após a união definitiva entre a Ciência e a Espiritualidade, a humanidade poderá encontrar a paz e o amor.

o entrevistado,Sérgio Felipe de Oliveira, é neuropsiquiatra com mestrado em Ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e diretor da Clínica Pineal Mind de São Paulo.

revista Saúde e Espiritualidade da Associação Médico Espírita.

ilustração do site.

.

ASSISTA VÍDEO PALESTRA DO DR. SÉRGIO FELIPE DE OLIVEIRA: clique  AQUI

.

PARA ENTRAR EM CONTATO COM O DR SÉRGIO FELIPE DE OLIVEIRA:

.

CLÍNICA PINEAL MIND

Rua Paulo Orozimbo, 916

FONE: 11. 3209-5531

Próxima ao Parque da Aclimação / SÃO PAULO. CAPITAL.

www.redevisao.net

About these ads

198 Respostas

  1. Parabéns, Dr. Sérgio. Alguns tentam destruir a vitória da luz, ditos físicos, médicos, etc, etc…fazendo dossiês, análises lamentáveis, dizendo que você não é isso, nem aquilo, etc, etc,etc; blablabla, blablabla, blablabla. A esses tão interessados em fazer o seu dossiê, eu digo que você não é responsável pelo o que os outros dizem ou publiquem sobre você. Se quiserem ver o seu dossiê, vejam o que está descrito na sua página da uniespirito, aliás, escrito por você mesmo, sobre quem você é e sobre sua formação que, diga-se de passagem, lhe confere toda autoridade para falar sobre o assunto. Parabéns, mais uma vez e, que Jesus, o mestre dos mestre, vos ilumine e abençoe ainda mais. Grande abraço, meu caro irmão.

    1. Gostaria de saber como faria para marcar consulta e qual é o preço.Meu filho de 33 anos tem convulsão desde os 7 anos e os medicamentos, que são muitos , não controlam. Fui orientada que poderia não somente ser um problema físico como também espiritual.Agradeço antecipadamente.

  2. Caro DR Sérgio meu nome é Lázara Rech Marcondes de Souza tenho 68 anos e moro em Valinhos SP a muito tempo sofro vários problemas de saúde ex: diabete, pressão alta, problema no coração e mal de parkson e a 09 anos atrás comecei a ter uma queda de energias que atualmente está se agravando mais e mais fico muito fraca, dói a arcada dentaria, as veias do pescoço fico quase sem ar, já consultei vários médicos e não obtive nenhuma resposta. Conheço-o de programa de tv e achei que talvez pudesse me ajudar desde menina estudo a doutrina Espirita será que tudo isso tem a ver? por favor me esclareça o que tenho que fazer de marcar uma consuta com o SR e qual seria o procedimento?
    Fico no aguardo e desde já agradeço.
    Muita Paz!!!

  3. Maria Alçice M. Fernandes | Resposta

    O espiritismo sempre incentivou a pesquisa científica. O trabalho do Dr. Sérgio é se uma relevânciA ÍMPAR na compreensão da mediunidade. Acho que mais médicos, principalmente os psiquiatras, deviam estudar sem preconceito, como convém à ciência os muitos fenomenos da alma humana.

  4. como marcar uma consulta com o dr sérgio felipe,mo9ro em santos e não consigo p/telefone! obg

  5. gostaria de saber sobre marcação de consulta com o dr sérgio felipe,moro em santos não consigo por telefone

  6. O Dr. Sérgio tem contribuído e muito com as suas pesquisas sobre a
    relação dos estados psíquicos e a mediunidade.
    Ainda há muito o que se fazer neste campo e ele vem somando informações importantes para mais conhecimentos nestas áreas de estudos.

    Kátia Aparecida Volpe/Psicóloga.

  7. Antonio Roberto de Arruda | Resposta

    Após a explicação do Dr. Sergio que muito pesquisou sobre a pineal,, com a qual formatamos as informações que tinhamos a respeito. No entanto desejo perguntar sobre as pessoas diagnosticadas com hiperatividade e com disturbios de atenção o que haveria de errado? Ou de certo?. Em sua maioria são pessoas inteligentes, criativas, Muitas delas carregadas de amorosidade. Não se fixam em nada. Sofrem muito em seu meio social e familiar.

    1. Antonio, gostaria de saber se Dr.Sergio lhe deu a resposta sobre TDAH,,,, estou estudando sobre este transtorno pelo neto .Se ele lhe deu uma resposta ….poderia me passar, eu agradecerei.

  8. Boa tarde.
    Eu gostaria de ter uma consulta com Dr. Sergio Felipe de Oliveira.
    Tenho uma Filha com 26 anos e ela tem problema de convulsão, me indicarão o Dr. para que possamos verificar as causas desta doença.
    Fico muito grato.
    Sem mais,

    Atenciosamente,
    Angelo.

  9. Há mais de quinze anos busco uma resposta para meus “problemas” mediúnicos. Já passei por inúmeras experiências- algumas inclusive muito dolorozas e traumatizantes que me deixaram marcas, Passei por mais de um psiquiátra e no momento estou com um psicólogo, o qual me incentivou a voltar as pesquisas sôbre este tema tão complexo. Acredito, que me direcionarão para a página certa, São exatamente uma hora da manhã e não consigo dormi. Mesmo sob efeito de medicação. Isto tem sido uma situação constante e acredito que estou em constante virgília, mesmo involuntariamente. Tenho uma vida muito corrida por isto mesmo, necessito de descanço. Mas meu cérebro desliga parece que está em constante virgília e por mais que me esforce para controlá-lo não consigo. Qual a explicação?

    1. Socorro

      vc ainda esta com o prolema que apresenta da mediunidade. Eu tenho o mesmo problema. pode me contatar??

      meu e-mail: rnavarrro@hotmail.com

      obrigado
      Romeu

  10. São matérias maravilhosas e de um grau elevadíssimo.Porem,não precisa ter curso superior para entender o que está escrito.O dr.Sérgio é uma pessoa muito humilde

  11. É uma pena que as pessoas sejam tão céticas… Tivemos em outros tempos muitos espíritos esclarecidos (e porque não dizer intuídos) que foram “apedrejados”. O homem vem descobrindo, através da ciência, meios de se comunicar, de se curar, de evoluir, de conquistar patamares que não seriam imaginados há 50 anos.
    Como uma querida professora me disse há algum tempo, o espiritismo aguarda que a ciência comprove o que foi afirmado pelo Espírito da Verdade, sendo assim, quando o ser humano alcançar maturidade científica e moral, tudo o que nos foi deixado pelo nosso irmão Alan Kardek será confirmado e comprovado.
    Enquanto isso, quem tiver olhos para ver, ouvidos para ouvir e coração para sentir, não precisará da ciência para começar a trabalhar na seara do bem, do amor fraternal e continuar o caminho iniciado por nosso irmão maior Jesus.

  12. claudio de oliveira silva | Resposta

    gostaria de saber pelo amor de deus onde o der sergio atende, por favor se possivel deixe o telefone

  13. Estes temas analisados brilhantemente pelo Dr Sergio nos fazem pensar
    muito sobre o plano espiritual e sobre os “equipamentos” que temos internamente para vivermos experiencias em outras dimensões. Parabéns
    Dr Sérgio por apresentar estes conceitos de uma forma brilhante. Vc é um avatar, pois os avatares apresentam questões que motivam um ampliar de consciência. Se levarmos a vida só com o lado cartesiano como muitos, viveremos na mesma mesmice de todos que se satisfazem com os sistemas de controle do mundo. Somos potencialmente muito alem do que o mundo quer que sejamos,ou seja, subordinados aos sistemas de controle e subservientes aos mais espertos. A única opinião que vale de um ser humano é aquela que motiva os demais a serem melhores e mais independentes espiritualmente. Todos os que criticam, na verdade estão doidos para que alguem prove para eles uma verdade que esta dentro de cada um..

    1. Eu também gostaria de saber onde Dr. Sergio se encontra, preciso falar com ele assuntos da minha mediunidade…moro em Salvador e meu email: santanajocelia@yahoo.com.br
      Agradeço antecipadamente,

  14. Li os comentários, vi quantos problemas e quanto sofrimento é relatado. Peço sinceramente desculpas a essas pessoas, mas não posso deixar de dizer que estou perplexa com o que li no texto desse médico. O que me chamou a atenção primeiramente foi o título, que não corresponde com o que foi desenvolvido. A seguir, a qualificação no primeiro parágrafo: Dr. Sérgio é um médico, clinico geral, não é psiquiatra, nem neuropsiquiatra, nem neurocientista, nem um importante pesquisador atual, pois não se encontrará nenhuma pesquisa ou publicação científica assinada por ele. A única é a sua dissertação de mestrado que não foi feita na Faculdade de Medicina da USP e sim no Instituto de Ciéncias Biomédicas da USP, área de concentração Anatomia Funcional (não em Neurociências como ele colocou no Curriculo Lattes). A pesquisa foi histológica, realizada em 8 cadáveres, utilizando vários métodos de microscopia. No levantamento bibliográfico a biomineralização aparece citada pelos autores por ele estudados. Li toda a dissertação. Se fosso meu orientado, não autorizava a estrutura da conclusão que ele colocou, na dissertação não existe delineamento de hipótese, não há argumento nem contra argumento. Mas isso é quase o de menos. No texto” na minha tese de doutorado na USP” bla bla bla – nunca houve uma tese de doutorado, apenas uma dissertação de mestrado.
    Ele tem vários cursos de especialização, mas isso é extensão.
    Continuando, se for analisado o que foi respondido nessa reportagem, fica-se corrigindo conceito por horas. Já na primeira pergunta, sobre mediunidade. O Cid 10 no código citado corresponde a transtornos dissociativos de conversão (44) e o 44.3 é estados de transe e possessão. E não vou discorrer sobre isso. A seguir ele fala de conceitos dos Universos Paralelos e teoria das Supercordas relacionando com mediunidade. Será que é para sugerir que “espíritos” fiquem em um universo paralelo??? Não tem nada a ver uma coisa com a outra.Ninguém que estuda seriamente o mediunismo precisa estudar isso, e se estudar, verá que em nada contribuiu….
    È uma pena a falta de seriedade nessa área, a falta de rigor, Será que o sofrimento justifica a falta de pesquisa dos interessados, justifica a promoção de pessoas que utilizam de informações não verdadeiras para se colocar na sociedade? Precisa disso? E quando aparece alguém para alertar os incautos, como a Simone, enfrenta gente falando mais bobagem ainda.
    Pode ser que ele seja o futuro da humanidade, mas o fato de usar informações inverídicas para se promover, dizer que fez o que não fez, para mim, aniquila qualquer possibilidade de um trabalho respeitável.
    Para completar, o Dr. Iso Jorge Teixeira, livre docente de Psicopatologia e Psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas da UFRJ tem denunciado publicamente as sandices deste médico. O físico Jose Edmar Arantes Ribeiro (mestre em Física pelo IF da USP) fez um texto primoroso em dezembro de 2011. Deu-se ao trabalho de pesquisar todas as publicações que o médico cita como suas produções científicas…lastimável, de ciência nada tem, menos ainda de “suas”.
    Se ele dissesse que baixou o pai Joaquim de Aruanda e passou as informações eu respeitaria mais.
    A falta de discernimento é o que produz essa fila de incautos dizendo que ele é o máximo e procurando ajuda para seus males. Que pelo que li, são muitos e profundos.

    1. O “que” é você, Sra. Lúcia Helena? Vc. mesma disse que está perplexa, então, deveria ficar calada, não acha?! Seja mais solidária a respeitosa, com os outros: isso é o que lhe aconselho…

    2. vc é médica lucia helena?

  15. Bom, vcs idolatram essa vontade de ir para o inferno??? Nossa, concordo com a marcia… vão rezar!

    1. Não se deve dá opinião sôbre o qual não se tem uma bagagem sólida. Vc. deve ter bastante sôbre o “inferno”. Que tal descrevê-lo em detalhes para todos nós!!!! Obrigada!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 415 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: