Arquivos Diários: 18 dezembro, 2007

A LINGUA PORTUGUESA AGRADECE

clique duas vezes sobre:

a-lingua-portuguesa-agradece.pps

O CANTO – terceto de léo meimes

Que canto em dó pode

Ser acalanto ao sonho da

Mãe de um filho morto?

ASAS CHAMANDO OS CACHORROS poema de darlan cunha


Um homem que voa é um antípoda (mais que um
mísero milagre, um pífio entender de medos)
da fé, ou seria mesmo natural em nós
a esquecida e real capacidade

de voar, de
nos transladarmos para além-lá do princípio
do prazer, além-lá do bem
e do mal, prontos a

azeitar montanhas com a nossa saliva
e a nossa urina, de lá de cima
dar bom-dia ao capinzal e às vacas doidas lá em baixo, no cio

ou não.

POEMA de carolina correa*

(…..)

Os lhos azuis são doces
Os negros verdadeiros
Os castanhos calmos e tristes
E os verdes feiticeiros.

Dos azuis quero fogo
Dos pretos eu quero viver
Achar consolo nos castanhos
Mas nos verdes morrer.

Nos azuis o céu se encontra
Nos negros vulcões de amor
Há muita paixão nos castanhos
Nos verdes mágoas e dor.

*a autora tem 17 anos e faz parte do grupo de novos do blog.