EMBRIAGAI-VOS! poema de charles beaudelaire

É necessário estar sempre bêbado.

Tudo se reduz a isso; eis o único problema.
Para não sentirdes o fardo horrível do Tempo, que vos abate e vos faz pender para a terra, é preciso que vos embriagueis sem tréguas.

Mas – de quê ? De vinho, de poesia ou de virtude, como achardes melhor.
Contanto que vos embriagueis.

E, se algumas vezes, sobre os degraus de um palácio, sobre a verde relva de um fosso, na desolada solidão do vosso quarto, despertardes, com a embriaguez já atenuada ou desaparecida, perguntai ao vento, à vaga, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo o que foge, a tudo o que geme, a tudo o que rola, a tudo o que canta, a tudo o que fala, perguntai-lhes que horas são; e o vento, e a vaga, e a estrela, e o pássaro, e o relógio, hão de vos responder:

– É a hora da embriaguez ! Para não serdes os martirizados escravos do Tempo, embriagai-vos; embragai-vos sem cessar !

De vinho, de poesia ou de virtude, como achardes melhor.

 

o poeta.

13 Respostas

  1. Amei. Me Embriaguei. Me identifico com este lindo poema.Fiz questão de decorá-lo para nunca mais esquecê-lo e o declamarei em todos os saraus em em estiver. Sou apaixonada por poesias. Desde criança aprendi a declamar. Vivo eternamente embriagada de amor, de vinho de poesia, de virtude, de paixão e te tudo o mais de bom que me leva a embriaguêz.

  2. Chato para aqueles que não compreendem a filosofia, para os que nao entendem de poemas e dizem ser os tal ! embriagam-me esses versos !! entorpedo-me nessa poesia

  3. eu achei este testo muito chato…
    agente quer coisas que chamam nossa atenção.

    1. chato pra quem escreve “agente” e mal e porcamente conhece a Língua Portuguesa. O que dizer de poesia, autores clássicos. Deve detestar Pessoa. Lamenta-se a ignorância de quem sequer percebe o que é metáfora.

  4. EMBRIAGAI-VOS DO AMOR DE CRISTO!
    E NÃO SE SENTIRÁ ESCRAVO DO TEMPO.

  5. Acredito que se compreendermos a essência da palavra embriagar-se e apaixonar-se diria que viveríamos bem mais felizes!
    É preciso ter-se portanto a consciência do “trago”… da “dose”!
    Um abraço para esta equipe embriagada de cultura.

  6. Maravilhoso poema! Tão curta é a vida e tão célere é o tempo
    que a única coisa que nos faz pensar e sentirmos raiva, é
    de perdermos o tempo com tanta coisa vã.

  7. Lindo!!!.. últimamente foi a melhor orientação que recebi, só podia ser de um poeta… Sabe, dependo da dor que carrega a melhor solução é esta mesmo…

    abraços,

  8. O tempo só existe e incomoda àquele que dele faz seu inimigo.
    O desvaneio, a embriaguez que ele nos trás, dependendo do nosso estado de espírito é sadio e dignifica nossa mente, sendo com poesia, prosa musica, ou mesmo a embriaguez como Vinho a nos trazer alegria.
    Minha avó sempre dizia “O vino me fá catare e a água me fá chorare” e olhem que a vida dela foi dificílima.

  9. Maravilhoso Baudelaire, a nos propor a des- medida, o des-regulamento, a sub-versão do tempo, de todos os tempos do trivial, do co-medido, do co-mezinho. Maravilhoso Baudelaire!

  10. Será que nossa cidade, nossa comunidade, nossa circunvizinhança nos permite tal devaneio, tal lânguida
    posição?
    Será que temos coragem de nos libertar?

    Poesia muito linda… uma verdadeira oportunidade para
    pergurtar-nos sobre nossa capacidade de sobressair-nos
    socialmente ou individualmente ou permanecer na sombra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: