PEQUENAS CONSTATAÇÕES, na falta de maiores por josé zokner (juca)

Constatação I
Quando o obcecado convencido recebeu um e-mail, cujo título dizia “Cuide bem do seu amor”, incontinente pensou: “Eu já cuido – e bem – de todos os meus amores. Afinal, eu não tenho culpa se a minha fama transcende aos esquemas midiáticos consagrados e é divulgado por elas boca a boca”.

Constatação II

Não se pode confundir devidas com dívidas, até porque nem todas as dívidas, devidas, são quitadas, como, por exemplo, as dívidas de campanha (não confundir com promessas. Essas, nem falar). A recíproca é verdadeira basta ver os cheques devolvidos, os seproc’s da vida e coisas desse jaez.

Constatação III

E como comentava a menininha para sua coleguinha depois da aula: “Acho que a professora esqueceu algo, hoje, na aula de ciências. Ela disse que nós somos formados essencialmente de carne e osso. Será que ela esqueceu do silicone?”

Constatação IV

Deu na mídia: “O cantor e compositor Paulinho da Viola e a atriz Helena Ranaldi foram vítimas da violência do Rio”. Como os meus prezados leitores podem constatar, também, a violência, por não escolher as suas vitimas, está cada vez mais democrática e sem preconceito…

Constatação V

Rico se insinua; pobre é convocado.

Constatação VI

E como dizia aquele sujeito que se considerava de Esquerda quando constatou que o professor que havia sido escolhido para paraninfo de uma turma da faculdade, reconhecidamente de Direita, havia se negado, peremptoriamente, a mostrar, previamente, seu discurso ao reitor e aos censores de plantão, no tempo da ditadura: “Pela primeira vez na minha vida sou obrigado a me solidarizar com um cara da Direita…”

Constatação VII

E na festa a fofoqueira cochichou para sua comadre: “O Braga – não o Ney Geraldo Braga, que é gente fina – tava comendo desbragadamente; o Fraga, nas eleições, foi derrotado fragorosamente e o Franco, aquele que é meio pirado, deu de falar, para ele mesmo, nada francamente”.

Constatação VIII

Ela inovou com verborragia a escrita: A sua carta, de 20 laudas, só continha besteirol, blablablá e nhenhenhém.

Constatação IX

Rico enriquece cada vez mais, pobre empobrece como rico enriquece.

Constatação X

Rico administra com brilho mágico; pobre com realismo mágico.

Constatação XI

Rico guarda seus tesouros a sete chaves; pobre não precisa.

Constatação XII

Rico começa sua vida profissional, na pior das hipóteses, como assistente; pobre, na melhor das hipóteses, como ajudante.

Constatação XIII

Rico é um vulcão no mundo dos negócios; pobre, um iceberg se derretendo pelas lavas do vulcão.

Constatação XIV (Mensagem do Professor Luiz Gonzaga Paul, meu ex-colega no Badep – Banco de Desenvolvimento do Paraná S.A. e meu conselheiro para assuntos relacionados com o nosso rico vernáculo).

Natureza nossa, que estais nos céus e na Terra,
preservada seja vossa beleza e graça dos primeiros tempos.

Tenha o homem senso ecológico em todos os reinos,
reparando os danos causados assim na Terra como nos céus.

Alimentos e águas puras de cada dia, mereçamos hoje,
e longe de nós as ofensas ao meio ambiente
mesmo à custa de nosso lucro e bem-estar.

E não nos deixeis cair na tentação
de achar que a vida na Terra é infinita e tudo vence,
mas fiquemos sempre alerta na defesa do patrimônio natural
Assim seja!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: