burra eu te amo – poema de jorge barbosa filho

deves sonhar jegues
saltando cerquinhas prá lá pra cá
pelo curral da imaginação,
para que farfalhes tantos
charmes de odor capim.
deves dar com os pensamentos n’água…
ainda que penteies as idéias
conforme a ocasião:
burra te amo!
meu coração é um vasto pasto,
confesso que teu férreo passo
é minha sorte, meu talismã.
ainda mais que acertei no bicho
e na intenção,
nem vou contar-te,
vou contemplar-te com cangalhas,
luas-de-feno e buquês-de-alfafa
na melhor estrebaria da região.
vem cavalgar, no meu vasto…
vasto mundo…
deleitar esporas e chicotes sensuais
zuzurrando e empacando,
amor…

Uma resposta

  1. Muito massa aee ^^
    Parabéns

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: