EWALDO SCHLEDER nos conta:

No dia 9 de janeiro, numa mesa do Kapelle, Bia nos disse, alto e bom som,
essa frase, um poema-síntese, o último que ouvi dela, depois
de comentar que alguma ginástica lhe faria bem:
Não sou atleta, sou poeta.
NÃO SOU ATLETA,
SOU POETA.
(Bia de Luna)
provalvemente tenha sido este o último poema de Bia, pois ela entregou as moedas para o barqueiro no dia 13 de janeiro de 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: