Arquivos Diários: 31 janeiro, 2008

SONATA da PAIXÃO por helena sut

Meu primeiro colo foi um canteiro. Minha mãe tem nome de flor. O ventre solo acolheu-me semente e lançou-me ao mundo rebento rosa chá. Encontrei-me no sonho acolhido e flutuei no cerne da vida. Minha mãe dizia entre risos que o meu pai tinha cheiro de alecrim. Rosmaninho, orvalho do mar, folhas labiadas… O tempero e a cor da minha trama. Na concepção incorporei a maresia no oceano tranqüilo entranhado no corpo e percebi as marés e as luas na orla, protegida sobre as pedras do cais feminino.
Cresci com a dor do primeiro botão. A saliência despertou no caule das primaveris vivências e desprendeu o tronco com circunstâncias de ventos. Entornei o vinho dos virginais desejos e encontrei na carne as chagas do corpo em cruz. Das cicatrizes, espinhos… Espinhos? Dizem que resguardam os sonhos e debelam os medos, mas tem noites em que perco o sono, encolho-me, não percebo as alegorias e ainda sinto a aflição dos espinhos cravados na pele da lembrança.
Encontrei-me rubra com as pétalas revoltas. Os caminhos… Tantas opções e apenas uma posse de passos. Multiplicação de espinhos, ciclos de espera e renovação… Passei em procissão e ornei o templo com fantasias. Compreendi a sonata que repercutia e ritmava meus movimentos. Tantas vezes me rebelei em sons discordantes. Sangrei destinos e me cerzi em alguns acasos. Moldura de risos, superfície de falsos planos… Eu, o retrato enraizado no canteiro de um espelho; eu, o reflexo emoldurado em outras perspectivas…
Reconheci que paixão é um substantivo feminino como também a vida. Brinquei com palavras e me conjuguei amor, busquei complementos em corpos etéreos, encontrei-me entre estrelas e pousei orvalho da noite no colo sereno da percepção do próprio ventre. Pontuei orações com pétalas e espinhos sem finalizar as reticentes sementes manifestas no tempo.
Assumi a autoria de ser mulher.

PEQUENAS CONSTATAÇÕES na FALTA de MAIORES por josé zokner

Constatação I (Teoria da Relatividade para principiantes)
É muito melhor ser de Barra Mansa, Estado do Rio, do que corno manso.

Constatação II (De uma dúvida crucial).
Anfitrião que se serve por primeiro é a visita de si mesmo?

Constatação III
Rico faz carícias; pobre, malcriadez.

Constatação IV (Teoria da Relatividade para principiantes).
Numa transação, em que a palavra juros é banida, é muito melhor ter um preço menor e um prazo maior, do que um preço maior e um prazo menor.

Constatação V (Conselho útil, passível de mal-entendido).
Não se deve cutucar a sogra com vara curta.

Constatação VI (Dúvida crucial).
Será que retórica vazia é o mesmo que empulhação enrolada, ou ainda embromação mexerufada?* Quem souber, por favor, cartas à redação. Obrigado.
*Mexerufada = “mistura confusa, desordenada, de seres ou coisas; confusão, misturada, mixórdia” (Houaiss).

Constatação VII
Rico tem estofo; pobre, inércia.

Constatação VIII
Rico é uma douta personalidade; pobre se dá ares de importante.

Constatação IX (De diálogos entre mãe e filha ou entre mulher e sogra).
-“Se eu soubesse que meu marido ia me fazer isso, eu não teria feito tudo que eu fiz para ele: comidinha gostosa, me esfalfar num emprego para ajudar nas despesas da casa, levar e pegar os filhos na escola, ser a amante perfeita, mesmo cansadíssima e por aí afora”.
-“Reciprocidade, minha filha, é só banco comercial e olha lá. Eles querem tudo e a gente ainda tem que gramar na fila porque eles não põem funcionários, por medida de economia as nossas custas. Marido é que nem banco. A diferença, ou talvez semelhança é que marido não te dá dinheiro e dá pra amante; banco, não te empresta e só empresta para quem não precisa”.

Constatação X
Deu na mídia: “Em Recife, José Dirceu passa por operação para implantar cabelos”. Taí uma notícia de transcendental importância para a Humanidade em geral e para o Brasil, em particular.

Constatação XI
Deu na mídia: “Panda ignora vídeo erótico e fêmea tem de ser inseminada”. Data vênia como diriam nossos juristas e de um ou outro panda macho, mas existem alguns filminhos, em vídeo ou DVD, ditos eróticos, seja pra panda ou para os assim chamados racionais que, ao invés de fazerem o efeito desejado, pela má qualidade, fazem o efeito contrário.

Constatação XII
Não se pode confundir vista com visita, muito embora a vista fique anuviada, nublada, carregada, toldada, sombria com a visita desagradável que chega de modo inopinado, inesperado, imprevisto. E, para não acusarem a coluna Rumorejando de facciosa, perseguidora, plena de má vontade não estamos fazendo menção à sogra, em particular, mas se referindo a pessoas desagradáveis, em geral. A recíproca não é verdadeira. Basta fazer ou receber uma visita de um grande amor para que a vista receba uma dose de um colírio, daquele que é um alivio inclusive para os olhos…

Constatação XIII
Deu na mídia: “Sarkozy diz que relacionamento com ex-modelo é sério” e “Confirmada a gravidez de Nicole Kidman”. Taí outras duas notícias de transcendental importância para o futuro da Humanidade. Apenas que, a primeira é, efetivamente, importante, pelo menos, para o povo francês. Afinal, ele terá a quem fo, digo ferrar.

Constatação XIV
Rico ri, não necessariamente à-toa; pobre é enferruscado. (O dicionário Houaiss apresenta como enfarruscado e que enferruscado não existe. Rumorejando usou a expressão popular).

BIOPIRATARIA por flavio calazans

VOCÊ PRECISA SABER

O Século Vinte e Um é o século das biotecnologias, e o Brasil é o símbolo histórico da biopirataria.Piratas eram bandidos, ladrões saqueadores que atacavam as cidades portuárias como Santos. Hoje, os Biopiratas chegam disfarçados de turistas, ecoturistas , missionários religiosos e pesquisadores cientistas.Biopirataria é o roubo descarado de recursos naturais biológicos e processos ou técnicas de produção envolvendo formas de vida vegetal ou animal.O Brasil tem as maiores reservas de biodiversidade do mundo, plantas e animais que produzem uma infinidade de lucrativos remédios, alimentos, cosméticos, etc…cobiçados e roubados pelas indústrias biotecnológicas biopiratas.
A Biopirataria movimenta por ano no mundo cerca de US$ 60 bilhões, o que faz dela a terceira atividade ilegal mais lucrativa do planeta, atrás do tráfico de armas e de drogas. O Brasil possui a maior biodiversidade deste terceiro planeta da estrela Sol, perde cerca de US$ 1 bilhão por ano com o roubo de materiais genéticos, sobretudo na Amazônia (o Brasil abriga duas em cada cinco espécies de formas de vida deste planeta), conforme estimativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o IBAMA calcula que o Brasil sofreu um prejuízo financeiro na ordem de 16 milhões de dólares POR DIA com a biopirataria só no ano de 2003.
A biopirataria é cruel, um crime duplo que rouba as riquezas e ainda as revende para o legítimo proprietário, impedindo o desenvolvimento.Historicamente, o nome BRAZIL vem de uma árvore de tronco rubro de onde os índios extraiam tintura vermelha, o famoso PAU-BRASIL que dá o nome deste país lusófono desde os anos 1532 (“Fundação” de São Vicente e Itanhaém).Nosso Pau-Brasil (caesalpinia echinata lam) foi tão brutalmente saqueado que hoje, no século XXI, é uma planta raríssima no próprio país que recebeu seu nome, dizimada e quase extinta pela sanha desmedida de lucro de invasores portugueses, franceses, ingleses e europeus em geral.
Outro caso emblemático é da Amazônia, o ciclo econômico da borracha, seiva extraída da árvore seringueira (hevea brasiliensis), até que o inglês Henry Wickham furtou e contrabandeou mudas de seringueira em 1876 plantando-as nas colônias inglesas da Malásia, que torna-se o maior exportador arruinando o mercado internacional e falindo os produtores brasileiros…hoje o Brasil de onde nasceu esta árvore e foi criado o processo de goma, a seiva cozida da borracha, é IMPORTADOR de borracha da Malásia, compramos nosso produto de quem nos roubou…. (meu avô paterno Miguel Calazans trabalhou com extração desta seiva no período áureo, fomos prejudicados nas finanças familiares pela Biopirataria, este é um assunto muito doloroso em minha própria história familiar).
Também há o MOGNO (swietenia macrophylla), uma madeira que dura séculos sem deformar ou mudar de cor-ideal para mobília de escritório , em quarenta anos de cortes foi dizimada, de 1971 a 2001 foram extraídos 2,5 milhões de árvores, mais de 4 bilhões de dólares, dois terços contrabandeadosilegalmente para USA e Inglaterra (a Inglaterra batizou a famosa flor flutuante do rio Amazonas de Vitória Régia em homenagem a rainha deles, a repressora e puritana Rainha Vitória!!!) o mogno é a madeira nobre mais valiosa do mundo, batizada de “ouro verde” vendida a 1,4 mil dólares por tora, se não fosse contrabandeado para os Norte Americanos e Ingleses teria gerado 4 Bilhões de Dólares em divisas para o Brasil.
O caso mais debatido de Biopirataria em 2003 também veio da Amazônia, foi o escandaloso patenteamento da produção e do uso da gordura da semente do CUPUAÇU (theobroma grandiflorum) pela empresa multinacional japonesa Asahi Foods, a “Proprietária” do Cupuaçu e do Cupulate, o chocolate da castanha-semente do cupuaçu, a produção e o processamento de gordura de Cupuaçu não é uma técnica nova criada pela Asahi Foods que patenteou-a (já é usada há muitos tempo pelas comunidades da região amazônica) e o cupulate não é uma invenção da Asahi Foods, pois foi desenvolvido pela Embrapa, mas a “dona” do cupuaçu e do Cupulate no Japão, na União Européia e nos Estados Unidos além de em todos os países-membros da Organização Mundial do Comércio (OMC) é a japonesa Asahi Foods…empresa que impede a comercialização de produtos brasileiros como bombons e doces de cupulate, prejudicando toda a comunidade da Amazônia e as empresas familiares dedicadas a plantar e colher a fruta cupuaçu e produzir o cupulate, suco de cupuaçu, óleos e bombons recheados com geléia de cupuaçu.
Esta biopirata empresa multinacional japonesa Asahi Foods, a “Proprietária” do Cupuaçu e do Cupulate, detém o monopólio do nome e da marca Cupulate, fez os pedidos de patentes sobre extração do óleo e produção do cupulate e derivados, uma multinacional do Japão, dona de um fruto que só nasce na floresta amazônica do Brasil, um absurdo jurídico que ilustra os perigos do século da biotecnologia.
A Asahi Foods, esperta, também já está patenteando uma outra fruta brasileira rica em vitamina C, a ACEROLA (malpigia glabra linn) ….e já estuda patentear outra, uma fruta vermelha de sabor azedo, com muito mais vitamina C, a CAMU-CAMU.Porém, como ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão, em 2003 a empresa inglesa THE BODY SHOP já patenteou o extrato da polpa da fruta cupuaçu para produção de cosméticos e produtos de beleza ou perfumes, cremes, shampoos e óleos. Também há o caso da semente de Bibiri, usada desde tempos imemoriais, desde sempre pelas índias uapixanas de Rondônia como anticoncepcional, patrimônio cultural indígena que hoje pertence ao laboratório canadense Biolink, que o patenteou como “descoberta” canadense!!!
A Andiroba (carapa guianensis aubl) usada como repelente de insetos, cicatrizante e contra a febre pelos indígenas da Amazônia teve sua patente registrada pela Rocher Yves Vegetable , dona da andiroba nos USA, Europa e Japão, seu extrato só pode ser usado em medicamentos ou cosméticos se pagando a ela, tal qual a Asahi Foods e o cupuaçu.
O Curare, veneno paralisante feito de mistura de ervas, usado nas flechas e setas de zarabatana pelos índios jivago da Amazônia, foi patenteado nos USA na década de 40 e é usado até hoje na industrialização de relaxantes musculares e anestésicos para cirurgias em todo o mundo. A AYAHUASCA (banisteriopsis caapi), folha caapi ou chacrona, que misturada ao cipó mariri faz a beberragem, o vinho dos deuses, popular entre mais de 300 etnias ou tribos indígenas amazônicas que o passaram aos seringueiros, alucinógeno de práticas religiosas como o Santo Daime, foi patenteado como descoberta da empresa americana International Plant Medicine Corp, USA.E o PAU-ROSA (aniba roseadora) é usado como fixador de aroma na indústria química de perfumarias, livremente usado nos USA, Bélgica, Inglaterra, Alemanha e França, seu óleo é a base do famoso perfume “CHANEL Numero 5”, o que resultou na extração abusiva, e como foi com o Pau-Brasil, o Pau-Rosa também corre risco de extinção pelo corte desmedido e predatório.Copaíba (copaifera sp) é uma planta antibiótico natural, desinfetante, estimulante e espectorante, a empresa Technico-flor s/a registrou patente mundial sobre cosméticos ou alimentos que futuramente empreguem a planta.
A lista de vegetais brasileiros biopirateados seria interminável, enciclopédica.Contudo, além da Botânica, a Zoologia também é vítima da biopirataria dos países ricos.Há um sapo (epipedobetes tricolor) que vive nas árvores da amazônia e produz uma toxina analgésica 200 vezes mais poderosa e eficiente do que a morfina, o laboratório Abbott dos USA sintetizou a substância e vende a droga com monopólio mundial.
A serpente Jararaca (bothrops jararaca) foi estudada pelo pesquisador brasileiro Sérgio Ferreira , professor da faculdade de medicina de Ribeirão Preto, descobriu na peçonha da jararaca uma substância química capaz de controlar a pressão arterial, sem recursos financeiros para desenvolver a pesquisa, teve de aceitar parceria com o laboratório Bristol-Myers Squibb USA, que acabou registrando a patente do princípio ativo Captopril em um mercado que rende 2,5 milhões de dólares ao ano só em royalties, Brasil também paga pelo uso do produto daqui que cura a pressão alta.
Desde 1993 uma indústria suíça controla totalmente a Pentapharm, um dos mais importantes serpentários do Brasil, em Uberlândia, Minas Gerais, onde criam-se as cobras jararacuçu, toda a produção da peçonha é exportada para a Suíça que o processa e produz medicamentos anticoagulantes revendidos muito caros para nós e exportados para o resto do mundo.
A Jararaca Ilhôa (bothrops insularis) só existe na ilha de Queimada Grande no litoral sul de São Paulo, perto de Peruíbe (frente às ruínas da igreja do abarebebe-o “padre voador”, boticário que classificava remédios dos pagés índios tupinambás e tupiniquins antes dos padres Nóbrega e Anchieta chegarem) sua peçonha é mais letal que qualquer víbora, em 2001 foram encontradas algumas vivas sendo vendidas em um mercado de animais de Amsterdan, Holanda, Europa, contrabandeadas da Ilha Queimada Grande, único lugar do mundo onde existem.
A rede de ongs GTA –Grupo de Trabalho Amazônico e a AMAZONLINK recolheram donativos chegando a 20 mil dólares para dar entrada nos custos iniciais do processo judicial e moveram processos internacionais de 2002 a 2004, obteve-se o primeiro resultado, uma sentença da qual corre recurso com a anulação judicial que cassa o registro do nome cupuaçu no Japão, impedindo a Asahi foods de continuar tentando cobrar multa de 10 mil dólares por produto exportado com o nome cupuaçu.
Conforme a GTA, plantas como a andiroba, ayhuasca, curare, açaí e infinitas outras já tem patentes em paises estrangeiros.
A Empresa norte-americana ZymoGenetics detem a patente de dois princípios ativos, um analgésico e um vasodilatador roubados de um sapo da amazônia, mas há uma dificuldade na justiça dos USA, pois Tio Sam nunca ratificou o tratado internacional “Convenção da Diversidade Biológica” e assim nunca paga pelo conhecimento ancestral dos povos que suas empresas recolhem na calada da noite e furtivamente patenteiam para comercializar e lucrar, típicos PIRATAS saqueando o patrimônio acumulado por gerações por povos de todo o mundo, Eugênio Pantoja, da Amazonlink explicou na revista Pesquisa Fapesp de abril de 2004, número 98, página 25: “procuramos um escritório de advocacia americano que nos pediu US$ 150 mil só para iniciar a ação, está fora das nossas possibilidades”, também denuncia patentes de cunani –substancia analgésica usada em ferramentas de pesca dos indígenas e do jambu, erva que serve de matéria prima para creme dental.
Um grupo de trabalho do IBAMA visitando o povo indígena Karitiana , que secularmente usa o sapo Campu (Phyllomedusa) espécie que só existe em seu território na floresta amazônica, e laboratórios dos Estados Unidos da América (USA), Inglaterra e França patentearam a vacina do sapo baseadas no suor neste espécime , como medicamento de tratamento contra tumor cancerígeno ou mesmo uma possível vacina contra o câncer.E um funcionário do correio de Goiânia em uma inspeção de rotina encontrou doze cobras espremidas em uma caixa de sedex, as cobras raras eram remetidas de São José do Rio Preto (451 kilometros a noroeste da capital São Paulo) para Goiânia e de lá redistribuídas para a Holanda, onde eram revendidas pela Europa e USA, répteis raros como jiboia-papagaio (periquitamboia) que vivem na mata atlântica e na amazônia .
Estes são somente alguns exemplos dentre os milhares de incontáveis casos de biopirataria que vem sendo perpetrados contra todos nós brasileios.Cabe a você que leu estas linhas saber disso, estar conciente e tomar sua posição a favor ou contra tais abusos, eu tomei minha atitude, escrevendo este texto e divulgando, passe adiante e vamos fazer uma corrente de opinião pública esclarecida e cobrar de nossos políticos profissionais leis de defesa, e cada um de nós vai fazer a diferença boicotando tais empresas e países biopiratas.
A BIOMIDIOLOGIA é um neologismo de propriedade intelectual de Flávio Mário de Alcântara Calazans ; BIOMIDIOLOGIA foi registrada na Biblioteca Nacional do Ministério da Cultura aos 16 de janeiro de 2002, registro 249.607, livro 444, folha 267 como descoberta científica de Flávio Mário de Alcântara Calazans.Bibliografia de Biomidiologia.
CALAZANS, Flávio Mário de Alcântara.
ECOLOGIA E BIOMIDIOMOLOGIA. São Paulo:Editora Plêiade, 2002. ISBN 85-85795-59___.“Biomediology: Communication and environment” ha sido aceptada para ser presentada en XI Encuentro de Faculdades Americanas de Comunicación Social FELAFACS: en la mesa de trabajo: Las causas globales; martes 7 de octubre de 2003 a las 14:30 HRS en el salón Flamingo B. Puerto Rico USA.___.“Biomidiologia do arrastão e Linchamento; a mente coletiva da multidão” ; III Congresso Brasileiro de Pesquisas Ambientais e Saúde –CBPAS 2003, Santos, São Paulo, 21 a 23 de julho de 2003, apresentado 23 de julho de 2003, às 11 horas, publicado na página 15 do programa, e resumo publicado na página 40 e 41 do programa, paper publicado integralmente no CDROOM EXPOSITOR.___.
“BIOMIDIOLOGIA: Um paradigma interdisciplinar do Século XXI”, Flávio Calazans, apresentado na seção número nove de Temas Livres do XXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – INTERCOM´2002, em Salvador, Bahia, dia 3 de setembro das 14 às 18 horas, com resumo publicado na página 88 do programa e com o texto integral do “paper” também publicado no CDRom do evento. EXPOSITOR. ___.“ Da Televisão ao Carnaval: uma Biomidiologia do Arrastão” XXVI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – INTERCOM´2003 Belo Horizonte, resumo publicado na página 34 dos anais,___.“BIOMIDIOLOGIA DOS DNARTISTAS : EDUARDO KAC” paper aprovado pelo comitê científico internacional para ser apresentado no “FIRST BRAZIL-US COLLOQUIUM ON COMMUNICATION STUDIES” this event is the first of its kind in the United States, JAN. 30 – FEB. 1, 2004 AUSTIN, TEXAS USA foi selecionado para a sessão temática de Comunicação Internacional e Intercultural publicado nos anais e cdrom do congresso e na internet em http://www.utexas.edu/coc/rtf/brazil_us/brasilprogram.htm ___.“”Biomidiologia: Nova Teoria da Comunicação unindo “Communication” e “Environment” [Naturwissensaften (Bio) e Gemienenwissensaften (Midiologia)].”” paper aprovado pelo comitê científico internacional para ser apresentado no “World Congress on Engineering and Technology Education –WCETE” sob número 529 publicado nos programas , anais e cdrom do congresso http://www.copec.org.br/wcete2004,___. “Biomidiologia aplicada ao Pokemón” .In: Encontros culturais Portugal-Japão-Brasil, editora Manole, São Paulo, 2002, ISBN 85-204-1759-0, páginas 69 a 122).

CUPUAÇU – fruta nativa da região do Amazonas.
Muito apreciada na culinária e cobiçada pelo estrangeiro.
Esta que os japoneses queriam roubar o seu nome…

 

 

 

ATIVIDADE DE DESMATAMENTO na AMAZONIA. foto de luis carlos valois. ilustração do site.

 

FIM de SEMANA na PRAIA por antonio brás constante

Eis que aí está você. Bermudão e chinelos. Um sol maravilhoso. Curtindo a brisa marinha. Veio com a esposa e os filhos para um fim de semana em família. A casa você comprou no inverno, quando os preços eram menores.

O primeiro ritual ao chegar à praia é ir molhar os pés na beira do mar, não que dê sorte ou azar, é mais para a pessoa entrar no clima do lugar. Sentir-se como sendo batizado, para poder aproveitar as delícias de um feriado regido pelo sol, areia e um mar azul e límpido.

Após a cerimônia de “lava-pés”, você volta ao carro e descarrega todas as suas tralhas, abrindo a casa para arejá-la. A manhã já está na metade, o momento certo para colocar a churrasqueira para funcionar.

Neste momento você se sente um verdadeiro Rei. O pau de mexer o carvão é seu cetro real. O banquinho de madeira, seu trono. A carne crua e temperada a sua frente e a latinha de cerveja são suas riquezas e as moscas à sua volta os ladrões que atacam todos os reinos e devem ser repudiados com sua toalha de limpar as mãos.

Mas mesmo onde reina a paz mais intensa, acabam surgindo os piores dissabores e eles chegam buzinando e fazendo alarde. Você ainda não sabe quem são? Os seus parentes! Apareceram de surpresa para te fazer companhia na praia. Afinal para eles, praia sem parentes não é praia.

Costumam vir aos bandos, de forma predatória. Chegam, comem e bebem tudo que encontram e se mandam sem ajudar a pagar a conta. Os parentes são a maldição de qualquer homem casado. Ou que tenha algum irmão ou irmã casada. Pode ocorrer também em famílias com muitos tios, ou seja, todos nós, seres humanos, estamos sujeitos a sermos vítimas dessa situação.

Até o momento, nenhum dos parentes homens foi até onde você se encontra. Alguns abanaram de longe. Eles sentiram o cheiro do serviço e irão esperar até que a carne esteja quase assada, para então se aproximar e comer os aperitivos com farofa.

Neste meio-tempo irão se saciar com as cervejas que você estocou na geladeira. Alguns já se adonaram das redes e outros colocaram as mochilas no seu quarto, perguntando de forma descarada se podem usar a cama para descansar.

Você tenta conhecer todos que estão ali presentes, mas alguns são estranhos, pois são convidados dos seus parentes. Isto mesmo, uma mania de parente é convidar amigos deles para passar o fim-de-semana na sua casa de praia.

O almoço corre como o esperado, ou seja, você servindo a carne e todo resto comendo. A cerveja acaba e sua esposa lhe pede para ir comprar mais, você se nega e acontece a primeira briga do casal. Toda a parentada fica do lado de sua esposa. Afinal o insensível é você que não quer atender ao pedido dela.

Depois de muita discussão, finalmente vai buscar a cerveja (vários parentes vão junto, porém sem levar as carteiras de dinheiro). Note que eles não vão com você por serem bonzinhos, mas sim para impedir que compre alguma marca de cerveja vagabunda.

Chega a tarde, você pede para sua esposa lhe passar o bronzeador, mas ela lhe vira o rosto. Ainda está chateada com a história da cerveja. Principalmente depois de a parentada ter enchido a cabeça dela. Agora percebe que está sozinho, sua esposa passou para o lado do inimigo.

Quando resolve ir a praia, descobre que o seu bronzeador foi totalmente utilizado, que pegaram seus calções de banho e sumiram com suas toalhas. Até seus óculos de sol desapareceram.

Acaba indo de bermudão mesmo, sem nenhum protetor no corpo e sentindo o brilho do sol machucar seus olhos.

O tormento dura todo feriado. No último dia, ao final da tarde todos vão embora, deixando a casa toda suja e bagunçada para você ajeitar. Afinal a casa é sua e não eles. Você fica parado na frente do mar, todo queimado de sol, endividado, cansado, chateado, de mal com a patroa e o que é pior nesta situação toda, sem ter como dar o troco neles.

O melhor a fazer é vender a casa de praia e usar o dinheiro para viajar para outro estado, bem longe e de avião. Assim você finalmente terá férias de verdade e quem sabe até traga umas lembrancinhas, para que seus entes queridos morram de inveja.