A RARA ARARA (palíndromos) de edu hoffmann

oh, nossas luvas avulsas, sonho
a base do teto desaba
marujos só juram

a sacada da casa
soa como caos
seco de raiva, coloco no colo caviar e doces

rir, o breve verbo rir

Ana me rola, calor emana
a rara arara
amora me tem aroma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: