ADEUS AMOR poema de jorge barbosa filho

com uma mijada

escrevi seu nome

enquanto caminhava.

 

a lua tola lia

minha distante

caligrafia.

 

madrugada escorria

pela rua, nem lembrava

como mesmo se chamava?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: