CHEGAR AONDE FESTEJAS – poema de altair de oliveira

Por tanto que te desejo

Pareço quem te conhece

Quem sabe onde começas

E cresce onde festejas

Quem quer ser teu endereço

E estar onde quer que estejas…

 

Nos penso cheios de ardores

Te lembro  e sinto que adejo

Te almejo de maio a maio

E ensaio que te alvejo

Te faço feixes de amores

E te deixo mantos de beijos.

 

Pressinto-te e até latejo

Onde florindo retardas…

Lá onde guardas meus beijos

Onde teus beijos me aguardam!

 

 

do livro recém lançado O LENTO ALENTO.

 

Uma resposta

  1. que poema lindo mesmo
    fica dificil expressar suas frases
    belas palavras!
    não tem como ler issu e não querer expressar algo de bom
    parabéns ao autor.

    abrço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: