ENSAIO AOS SÓS – poema de vanessa lima de carvalho

Imenso tratado da solidão,

Outorga leis irrevogáveis.

Não responde a nenhum questionamento,

Muito menos a poucas lágrimas.

É insensata,

Ingrata e

Oferecida.

Não cede aos apelos dos dramáticos

Nem aquebranta-se perante o tempo.

Assusta os distraídos,

Abranda os desalmados.

Famigerada solidão,

É caso sério no leito dos loucos,

Das beatas e dos bêbados.

Essa mulher, formosa em poesias,

Quando atravessa as multidões,

Traz um silêncio sepulcral.

Não tarda a chegar o dia

Em que numa sala vazia

O seu ruído atravessa a porta.

 

2 Respostas

  1. Olá Gabriel,

    Você me conhece?Que bom que você se identificou com a poesia.

    obrigada

  2. Não precisa nem de dados pra saber q é vc…essa poesia q deixa um boraco no meu peito,ao mesmo tempo q entendo me deixa tmbm um vazio!parece q vejo até parte d mim nela!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: