O ARTISTA e a ARTE poema de bárbara lia

 

 

Século XIX

Vincent,

O vento mistral derruba tuas telas.

Não tens dinheiro para as aquarelas.

Théo vendeu um único quadro teu.

Todas as amadas te dizem adeus.

 

As estrelas não são como as pintas…

Arlens não te suporta, louco artista!

Há em ti um fulgor que ninguém alcança.

Nem sabem que és louco de tanta esperança.

 

 

Século XX

Van Gogh,

Teus quadros valem milhões.

Teus girassóis estão em toda parte.

Nos museus do mundo.

Na sétima arte.

 

Orgulho da Holanda.

Tua ruiva fisionomia, o triste olhar.
A mensagem implícita na vida, nas telas, nas cartas.

A todos que perseguem a arte.
NÃO DESISTA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: