O EDUCADOR e IDÉIA DE CÃO – mini contos de raimundo rolim

O educador

 

O acinte era evidente! O homem estava mesmo disposto a criar o caos. Não conseguia ouvir uma única frase inteira e já revidava em seguida. E o que era para ser pensado, temperado, medido e sopesado, postergava-se para uma possível outra ação. E gritava ele com os punhos cerrados, que a bancarrota espreitava cada movimento ali presente e que certamente, nenhum elétron se manifestaria por um descuido de inconsistência química. Que seguiria, por conseguinte, as ondulações sonoras de cada vogal pronunciada com veemência e sem objetivo real próximo; nem que fosse por alguns instantes. Consoantes, nem pensar! Estas seriam duras demais para o tenro momento. Ufa! disse o homem. A discussão teve de ser finalmente suspensa com a chegada do corpo de bombeiros, polícia, batalhão de choque e um sem número de repórteres que vieram acudir e cobrir o Primeiro Simpósio da Educação Moderna e Inteligente dos Humanos que Restavam Após o Centésimo Nono Encontro Depois da Puta Que o Pariu. Era uma sigla grande, quase portentosa. O desentendimento foi absolutamente descabido.  Foi o escambau.

 

Idéia de cão

 

O cachorro latiu três vezes e esperou que seu dono aparecesse. Faltava ao cão, o prato de comida matinal, composto de ração farta e dieteticamente equilibrada. Latiu de novo e mais uma vez. Aí achou que deveria ficar latindo, pois nada mudava no cenário. O sol já ia alto e nada. O estúpido animal bem que pensou que seu dono tivesse morrido de indigestão, por ter ele mesmo ingerido a comida que lhe preparava todos os bons e santificados dias. E foi o que aconteceu ou quase! O homem acordara muito bem disposto, além de otimamente humorado, só que com idéias caninas! Mas, faltou-lhe suco gástrico suficiente para digerir o enorme osso que, distraído, enfiara goela adentro, entalando-se. O seu melhor amigo que também estava inspirado e muito, muito famélico, veio rápido em seu encalço. Socorreu-o tomando-lhe da boca esgarçada o osso que ficara com uma ponta para fora. Meteu o focinho por debaixo das arcadas dentárias e puxou forte. Salvara a ambos de morte certa.

 

 

Uma resposta

  1. gostei, pois… õ_Õ adorei esse cãozinhO, pois tenho um PIT-BULL melhor do que…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: