DELIRIUM GINICOLÓGICUS poema de marilda confortim

 

Um estado febril me abate

O corpo dolorido, reclama

Passo os dias em meu catre

Presa em minha pobre cama.

 

É gripe, dizem os otimistas.

Tome um chá que logo passa.

Uma aspirina, talvez um uisqui.

Guaco, limão, mel e cachaça.

 

Talvez seja a menopausa…

Faço exames, reviro tudo.

“Não querida, não é essa a causa!”

Me diz o doutor voz de veludo.

 

Então é aids, estou morrendo?

Eu mato aquele desgraçado!

Deus me livre! Eu me arrependo!

Juro! Nunca mais cometo pecado.

 

E o médico ri, às gargalhadas

“Veja lá com quem estás saindo”

Fico vermelha, encabulada,

Pego a roupa e vou vestindo.

 

“Fique tranqüila. Deu negativo

E tire essa roupa de uma vez”

Doutor, não faça isso comigo…

Eu volto daqui a um mês.

 

Examina o termômetro: 36.

Puxo assunto:  será que chove?

“Respire fundo e diga 33”

Doutor, pode ser sessenta e nove?

 

Nem ri da piada e apalpa meus seios.

Pensa que sou de ferro, o rapaz.

“Tem um carocinho, aqui no meio”

Só um? Procure bem, que tem mais.

 

Ele não dá bola pra minha fantasia

e metódico inicia o papanicolau.

Sádico, pega o bico de pato e enfia

aquele especulo frio no canal vaginal.

 

Com se eu fosse uma melancia 

recolhe amostras do meu interior.

Pensa que sou um vegetal, fria…

É um insensível, esse doutor !

 

“Pronto. Pode se vestir, Dona Maria.

Está tudo bem, é só uma gripe.

Traga-me o resultado da mamografia

e trate de controlar seu apetite“

 

Filho da ….  que alívio doutor!

Eu estava tão preocupada.

Pensava que fosse um tumor.

Já me sentia desenganada.

 

“Não brinque com coisas sérias. 

Doença não é assunto pra poesia.

Tome um analgésico, tire férias

E cuidado com a hipocondria”.

 

Cabeça de mulher é complicada

É um trem barulhento, confuso

Tem que manter bem lubrificadas

As idéias, porcas e parafusos.

3 Respostas

  1. Marilda , excelente…….o poema muito bom…..
    precisamos nos ncontrar para te mostrar as duas letras ou poemas
    que a Eliane me pssaou eu musiquei….
    abraços
    sidail

  2. Ah Tonicato… obrigada. Mas eu escrevo muita besteira… como disse pro Vidal, quando leio as matérias desse blog, me arrependo de ter enviado as baboseiras que escrevo. São tão fora de propóstito, tão esdruxulas que destoam do padrão dos palavreiros.
    Quanto à Helena, bem, Helena e eu só temos uma coisa em comum: a cor dos olhos. Um pouco antes dela partir, eu disse à ela que invejava sua leveza, seu romantismo, sua filosofia. E ela disse que invejava minha exatidão, minha ironia, minha falta de compromisso com estilo poético e disse também que é muito fácil ser leve e romântico quando se vive só… aquilo me pegou. Percebi que quanto mais amo, mais escrevo sobre desamor… rs.
    Beijão

  3. Bom, muito bom, Marilda.

    A sua arte de poetar com coisas triviais é deliciosa.
    Faz rir, espeta tesões, as vezes ingênua, outras maliciosa.
    Gosto disso. Cada vez mais lhe vejo como poeta maior
    Quem a quer fechada em Poetrix e tercetos, se consegue você
    jogar em todas as posições do campo literário, ensaiando, brincando e deixando-se brincar da manhã até o entardecer?

    Faz bem ao meu olhar senti-la assim, se alargando nos versos
    desprendendo-se nas coisas simples e ao mesmo tempo sendo tão humana e porque não, versejando como uma cronista, dos relatos simples que também são o cotidiano de todas e todos.

    Você lembra minha amiga que há tempos partiu. Falo de Helena Kolody, com suas gargalhadas soltas as quais somente nós dois gargalhamos. Tinha ela, como você, a extrema capacidade de rir de si mesma, de se achincalhar. Não sei não, acho que isto é coisa de grandes poetas.

    Belo poema, Marilda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: