Arquivos Diários: 19 julho, 2008

A ARTE ESTÁ DE LUTO: MORRE DERCY GONÇALVES

Morre Dercy Gonçalves aos 101 anos

Ela estava internada no Hospital São Lucas, em Copacabana. A atriz era famosa por suas entrevistas irreverentes

A atriz Dercy Gonçalves, de 101 anos, morreu às 16h45 deste sábado (19) no Hospital São Lucas, em Copacabana, Zona Sul do Rio. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, Dercy foi internada na madrugada deste sábado, e com um quadro de pneumonia comunitária grave, que evoluiu para uma sepse pulmonar e insuficiência respiratória.

Dercy Gonçaves era famosa por suas entrevistas irreverentes, pelo seu bom humor e pelo uso constante de palavras de baixo calão. É a maior expoente do teatro de improviso no Brasil.

“Ninguém é mais feliz”

Em entrevista em abril do ano passado, ela disse que ninguém era mais feliz do que ela. Sem um pingo de nostalgia, disse que o passado não interessava. “O ontem acabou. Não tenho mágoa de nada e nem saudade de nada. Vivo o hoje. Tenho alegria de viver, adoro a vida”.

Vaidosa, a comediante disse que já havia feito mais de dez plásticas. “Não quero ficar feia. Também já fui criança ou você pensa que fui velha a vida inteira?”, brincou. Depois de se curar de um câncer e sobreviver a uma tuberculose, ela se achava uma vencedora. “Tudo que passou, acabou. Eu sobrevivi.”

Dercy fugiu de casa aos 14 anos e dizia não se arrepender. Argumentava que aprendeu tudo o que sabe da melhor forma possível: vivendo. “Meti a cara, casei. Vivi 20 anos casada, com dignidade. Nada de ruim me aconteceu. Não me envergonho de nada.”

Mesmo depois de ter viajado por vários países, Dercy disse que não tinha lugar mais bonito que o Brasil. “Conheço mais da metade do mundo. Não tem país de mais calma e dignidade que o Brasil. Isso aqui é lindo”. Ela não se dizia religiosa, mas acreditava na natureza. “Não acredito em santo nenhum. Minha religião é a natureza. Deus é um apelido. Ele pra mim não existe. O que existe é a natureza. Deus é fantasma, mas a natureza é a verdade.”

 

 foto sem crédito. texto rpc.com