PODEROSOS do MUNDO querem a AMAZÔNIA! BRASILEIROS SE OMITEM. – por hélio fernandes

Grupo dos 100, que se julgam donos do mundo: “Só a internacionalização pode salvar a Amazônia”. Deputados e senadores da Itália, pátria da “corrupção endêmica” de que falou outro corrupto, o presidente Clinton: “A destruição da Amazônia será a destruição do mundo”.

Ecologistas da Alemanha, reunidos em Congresso: “A única salvação para a Amazônia brasileira é a sua internacionalização”.

 

Mikhail Gorbachov, traidor do seu próprio país, a União Soviética, que entregou de mãos beijadas aos piores interesses multinacionais: “O Brasil deve ceder parte de seus direitos sobre a Amazônia aos organismos internacionais competentes”.

 

François Mitterrand, quando acabava de obter o segundo mandato de presidente da França, com pequeníssima margem de diferença, no segundo turno: “O Brasil precisa aceitar uma soberania sobre a Amazônia. Mesmo que seja uma soberania relativa”.

 

Ecologistas reunidos nos EUA: “Dois terços do oxigênio do mundo vêm da Amazônia do Brasil. Eles não podem ser o pulmão do mundo, pois não têm competência para isso”.

 

Warren Cristopher, secretário de Estado dos EUA, da mesma linha de John Foster Dulles, Kissinger e outros: “Temos que aproveitar a liderança dos EUA para impor nos países da Amazônia, principalmente o Brasil, a diplomacia da força. E com isso ficarmos com a Amazônia do Brasil”.

 

Outro grupo de verdes da França, ditos democráticos, mas na verdade mantidos por multinacionais exploradoras: “A Amazônia, principalmente a do Brasil, tem que ser intocável, pois é o verdadeiro banco de reservas florestais da humanidade”.

 

Margaret Thatcher, baronesa da privatização mundial, 13 anos no poder na Inglaterra e hoje no mais completo ostracismo: “Se os países subdesenvolvidos não conseguem pagar suas dívidas externas, que vendam seus territórios, suas riquezas, suas fábricas, suas reservas”. (O “conselho-intimação-intimidação” de Dona Thatcher foi seguido fielmente pelo governo FHC).

 

Conselho Mundial de Igrejas Cristãs: “A Amazônia é um patrimônio da humanidade. A posse dessa área colossal pelo Brasil, Venezuela, Colômbia, Peru e Equador não pode ser permanente”.

 

Grupos multinacionais, reunidos nos EUA, a pretexto de defender o direito dos índios ianomâmis a terras que correspondem ao território de 27 Bélgicas: “É preciso ratificar e defender o direito dos índios ianomâmis a territórios que pertencem a eles, na fronteira com a Venezuela”.

 

PS – Isso é o que alguns grupos multinacionais e seus testas-de-ferro dizem da Amazônia. E o que poderíamos dizer deles? Pois fiquem sabendo que defenderemos a Amazônia como os chineses defenderam Porto Artur em 1905 da invasão estrangeira: com a própria vida.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: