VOLTAGENS poema de ewaldo schleder

 

 

 

o rastro aparente

do remoto passado

desfaz o caminho

quando volta

e traz nas mãos

um outro destino

 

no apagar das águas

faíscas elétricas 

 pedras nas pedras

alumbram o limbo

do tempo concreto

abissal e breve

 

no fusco das horas

corações se batem

a vida anoitece

eternidade a um passo

assimétrica geometria

 na sombra leve da tarde

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: