OFERTÓRIO – ÓDIO / poema de jb vidal

ainda ofereço este ódio

que se alimenta da inveja e do ciúme

da ganância e do poder

que macera sobre fracos e inúteis

ri do sucesso e do fracasso

e reina absoluto no tempo

 

 

 

um ódio total,

solícito, voluntarioso e polido,

cínico e exuberante,

com elegância faz as guerras e dizima pela fome,

que, em nome de Deus, pune, mata e destrói,

timoneiro único, em seu barco de chamas, navega os corações

 

 

 

um ódio que elimina obstáculos e é espelho maior

um ódio eterno que se disfarça em glórias e orações,

penitências, óbolos, ladainhas e procissões

que surge lentamente, lentamente, lentamente

para aflorar como um vulcão impiedoso e destruidor

derrotando sentidos, sentimentos, esperanças e pulsações

 

 

ofereço pois a quem nunca estendeu a mão

a quem ofendido não perdoou

agredido não esqueceu

esquecido não lembrou

a quem a inveja e a calúnia foram santos no altar

a quem a morte é o momento de saber que não viveu

9 Respostas

  1. Desculpe-me, caro Sandro, mas fui traído por um erro de digitação. O correto é “tonitruante”, com u. E quer dizer “que troveja”. Poderia ser simplesmente “trovejante”, mas a palavra utilizada me parece ter mais força poética.

    Pois quando Vidal fala das falhas humanas ou das indagações aos deuses do Olimpo, ele não parece utilizar a voz tonítrua de Júpiter, dono do trovão e do relâmpago?

    1. Obrigado Cleto pela cordialidade. mas o que realmente fez-me perder não foi exatamente o U e sim o R a mais no início: TRONITROANTE quando o correto é TONITRUANTE.
      grato

      SANDRO

  2. Restou pouco para dizer o que entendi lendo o poema, os demais comentaristas já disseram, mas acrescento que tem uma força penetrante de tal intensidade e forma que não deixa a gente indiferente. Nos faz refletir sobre tudo que está acontecento no mundo hoje e até sobre algum ódio que já sentimos. Parabéns ao autor. Ficou uma dúvida com referência ao que o comentarista Cleto afirma: “vendavais vidalescos tronitroantes” = vendavais, sei o que é, vidalescos imagino que seja com as características do autor, mas TRONITROANTES nem imagino, procurei em todos os dicionários e não encontrei, nem próximo. Creio ter sido um termo criado e que só o sr.Cleto sabe o sentido. Poderia me esclarecer?

    SANDRO

  3. Eu ainda acho que, por trás dos vendavais vidalescos tronitroantes, há canoridade passareda. Senão, poderia ele transformar o fel em licor, o ódio lancinante em suavidade poética?

    Não vou ficar na fila dos elogios. O que posso dizer (ou fazer) para demonstrar a emoção ante seu ofertório, é enviar uma ilustração nele inspirada e homônima. Se aceitá-la, enfeite o seu poema com ela.

    Abraço do

    Cleto

  4. Simplesmente GRANDIOSO!!! Atingiu-me em cheio! Falar sobre o ódio em poesia? nunca havia lido. Denunciar este sentimento terrível como se fosse seu (do autor) é realmente de grande coragem! Coragem de orgulhar qualquer ser humano que tenha a oportunidade de lê-lo. E, por fim, oferecê-lo a quem sempre odiou!!!! FANTÁSTICO! um gran finale!

    um beijo bem grande!! como posso entrar em contato com o autor? jb vidal

    PAULA SALLES

  5. Gostei do poema, tem um quê de universal, lembra-me do texto borgiano: coisas largas, ‘a-temporais’. A presença de referências, em camadas. Muito interessante. E a marca da ‘feitura’ inverno de 2000 traz um ar de grandeza ao poema.

  6. Um ofertório de ódio contra tudo e contra todos que derrubam tudo de bom que se fez e se continua a fazer neste nosso complicado mundo…
    A força cutilante das palavras tornam este poema magnífico.
    Gosto muito. Combativo, controverso, é tudo isto que julgo
    que é o nosso J.B.Vidal. Nunca mude.

    Um abraço
    Vera Lucia

  7. E também porque a morte coloca cada um diante do tribunal da própria consciência.

    (…) a quem nunca estendeu a mão
    a quem ofendido não perdoou
    agredido não esqueceu
    esquecido não lembrou

    Que belos versos, Vidal

  8. Muito bom seu corajoso e apocaliptico ofertorio.
    Porem, estou com a mala cheia e nao cabe mais nada.
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: