A PEDRA E A CHUVA poema de otto nul

 

 

 

A pedra dura

A dura pedra

 

A flor in natura

Que madruga

 

Que matura

Na brancura

 

A chuva que cai

A chuva que chove

 

A flor que fenece

A pedra que dura

 

O sol que vem
O sol que vai

 

O vento que sopra

Que irrompe na rua

 

No meio da chuva

E da pedra dura

 

          x x x

 

 

(abril/09 – Otto Nul)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: