Arquivos Diários: 14 maio, 2009

ARQUIVOS DA DITADURA (1964 A 1985) COMEÇARÃO A SER DISPONIBILIZADOS AO PÚBLICO – pela editoria

a ministra chefe da casa civil dilma rousseff anunciou a abertura dos arquivos pertencentes aos órgãos  de repressão (sni, dops, doi-codi, ani) referentes ao período da ditadura no país. já era tempo. dilma criou uma comissão para preparar a organização da disponibilização dos documentos e das publicações, na internet, para acesso público através de um endereço eletrônico. a ministra demonstra, com tal atitude, seu espírito democrático e corajoso diante das pressões contrarias dos militares, principalmente dos envolvidos diretamente nos assassinatos e torturas ocorridos durante aquela noite nacional. é, sem dúvida, uma iniciativa que deverá ilustrar as gerações sobre o que aconteceu no país quando os interesses econômicos e políticos são contrariados pelo seu povo que deseja outro destino que não seja o de permanecer na ignorância e na miséria. 

jb vidal

editor

publicamos abaixo algumas, leves, ilustrações dos arquivos:

“O SNI recrutava seus funcionários nos quadros do serviço público civil ou militar, e ainda podia contratar pessoal para realizar atividades de caráter temporário. Em 1972, foi criada a Escola Nacional de Informações (EsNI) que oferecia aos quadros do SNI e aos agentes de toda a comunidade de informações 25 tipos de estágio específicos para funcionários de nível médio e superior: analista, contra-espionagem, contra-informação, operações, análise da propaganda, segurança das comunicações, retrato falado etc.

A EsNI editava um periódico intitulado Coleção L, de circulação restrita, responsável por divulgar na comunidade de informações a doutrina brasileira de inteligência. Estima-se que a EsNI tenha formado cerca de dois mil agentes até sua extinção em 1990. Resumo de aula feito por professor da EsNI. Brasília, 1987. Serviço Nacional de Informações.

SNI AULA PARA AGENTES 1

SNI - AULA PARA AGENTES

 

 

============

Livreto produzido pelo SNI intitulado Regulamento para salvaguarda de assuntos sigilosos (decreto nº 79.099, de 6 de janeiro de 1977)”, que relaciona as posturas a serem seguidas pelos agentes do SNI. Serviço Nacional de Informaçõe.

SNI DECÁLOGO DE SEGURANÇA

================

Atentado a bomba à sucursal do jornal Em Tempo, realizado pelo Movimento Anticomunista (MAC) e Grupo Anticomunista. Belo Horizonte, 18 de agosto de 1978. Serviço Nacional de Informações.

SNI ATENTADO A BOMBA JORNAL EM TEMPO

 

================

Cartaz de militantes de organizações de esquerda procurados pelos órgãos de segurança nacional. S. l., 1971. Serviço Nacional de Informações.

SNI - PROCURADOS

 

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que a decisão do governo federal de tornar públicas informações relacionadas ao período da ditadura militar (1964-1985) não representa um “revanchismo’’ de ex-militantes contrários ao regime.”

o endereço:

http://www.memoriasreveladas.arquivonacional.gov.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=83&sid=41

EM DEZ MINUTOS poema de otto nul

Em um minuto

Abriu a janela

 

Em dois minutos

Que lhe pareceriam dois minutos?

 

Em três minutos

Fechou os olhos e refletiu

 

Em quatro minutos

Bocejou longamente

 

Em cinco minutos

Saiu à chuva

 

Em seis minutos

Estava num café em frente

 

Em sete minutos

Tudo lhe parecia enganoso

 

Em oito minutos

A loucura subiu-lhe à cabeça

 

Em nove minutos

Fez o sinal da Cruz

 

Em dez minutos

Sucumbiu à morte

 

         x x x

 

(maio/09 – Otto Nul)