EXORCISADO EST de raymundo rolim / morretes.pr


Não passava um dia sem que pudesse se livrar do barulho no interior dos seus ouvidos. Consultou-se a muitos do ramo e também a leigos e ninguém lhe pode ajudar. Perguntavam-se então de como e se era possível que naqueles ouvidos cantassem sereias. Ulisses nem aí! Pedia que o amarrassem mais e vigorosamente com cordas novas e nós fortes. Não poderia jamais ceder aos cantos-encantos daqueles seres míticos. O homem era um rolo de amarrias, suspiros e desajeitos e já não podia mais se mover, nem falar, nem nada; (enquanto os rabos-de-peixe, de canto constante, lhe desfiguravam a face). Mantinha os olhos fechados. Nada pedia nem de nada reclamava. Acreditavam que desta vez, em sua quietude, teria ele se livrado para sempre da cantoria daqueles demônios, do qual o mesmo se achava vítima confessa e fiel. Não saberiam nunca! Quando ao cabo de longa travessia o desamarraram, seu corpo estava esticado, frio, impassível e sua voluntariosa alma possuída da sensação de quem ouvira a mesma e aguda nota do começo ao fim. Jogaram-no ao mar. (Por sobre ondas e marolas, seres invisíveis ao cair da tarde, carregavam-no para todo o canto e assim que se ultimava o dia, como se fosse ele um cão de estimação, um bichinho de brincar de faz de conta, puxavam-no para lá e para cá até o deixarem assim, boiando, subindo e descendo com as marés. Queriam tais seres que Ulisses se rehidratasse e que ficasse fortinho, bonzinho. Queriam que Ulisses aprendesse a cantar, como elas, com elas). Optou-se enfim, por consentir estas práticas de técnica vocal para as calendas gregas. Descansou Ulisses e não aprendeu a cantar nesta vida!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: