O MAR SECRETO de otto nul / palma sola.sc

À noite o mar

Tem segredos

Tudo se resume

A um esplendor

Ante o mar fico

Mudo e quedo

O mar à noite

É um degredo

Tão secreto

De dar medo

O mar sem rumo

Sem sossego

Anúncios

5 Respostas

  1. Querido Otto: Pôxa, não tenho esta estatura toda! De todo modo, muito obrigada. Please: sou apenas Zuleika.

  2. O mar …É sempre o mesmo fascínio, desde o romper do dia à noite plena. Mas se o amo e admiro sem limites, à noite, tenho por ele um profundo respeito, para não confessar, medo. Não me pergunte porquê. É um sentimento do desconhecido, do gigante adormecido que dum momento para o outro acorde e me faça tremer. É essa sensação estranha de desconforto que conseguiu transmitir-me ao ler o seu poema magnifico. Gostei muito.Parabéns.
    Um abraço
    Vera Lucia

  3. dona zuleika,

    receber uma referência ao meu poema de uma pessoa de sua grandeza intelectual é uma consagração. obrigado. otto

  4. Poema tão enxuto a revelar, no exato de suas palavras, a(s) plenitude(s) de sentido do mar.

  5. dá-lhe, Otto

    acertou na mosca.

    um abraço

    vinícius

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: