WORKSONG de jorge barbosa filho / curitiba


sempre admiro o meu trabalho

o meu sangue e meu suor

para fazer o melhor que posso

e cantar uma worksong.

depois de trabalhar em navios,

algodoais, ou estradas de ferro de mentirinhas.

meus braços suportam,

mas meus olhos baços, não.

quando fui teu escravo

fiz canções para te abarcar

e te abraçar de uma vez.

mas nunca tive vez.

fique sabendo que teu inimigo

é cara do teu espelho!

lamento, me dá um medo…

queria você bem, muito bem,

pra cantar junto comigo

dentro do infinito!

enquanto isto, eu trabalho

posso fazer um atrapalho

em nome de nosso amor.

mas vou cantando,

em nome, em nome não sei do quê!

meu deus…  se existe deus!

a pior coisa do amor

é levar teus pelos, teus cheiros

teus olhos, tua pele, juntos.

assim eu fico perto, de ti.

enquanto canto, canto.

e vou trabalhando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: