FAMOSAS e FORMOSAS – por sérgio da costa ramos / florianópolis

Essa volúpia de ser bela e famosa está levando as mulheres a uma atitude robocop. Claro, beleza é fundamental, já dizia aquele decreto poético de Vinícius de Moraes.

Mas convém não exagerar. Parece haver entre as mulheres jovens – e entre as nem tão jovens assim – um compromisso “mortal” com a aparência. A qualquer preço, mesmo ao custo da perda de identidade. Elas admitem metamorfoses estéticas que as transformem até mesmo em outras pessoas, desde que sejam belas.

E ninguém quer ser a Susan Sontag ou a Clarice Lispector, mulheres belíssimas, mas, antes de tudo, “mulheres-cabeça”.

No máximo, aspiram ser apresentadoras de tevê, como Adriane Galisteu ou Luciana Gimenez.

Tudo começa com um peito novo. Depois, vem uma lipo na barriga, um bumbum novo, um lábio a la Angelina Jolie (ou a Brigitte Bardot nos tempos idos) e pronto: uma versão feminina de Frankenstein estará em gestação.

Como a Miss Brasil de poucos anos atrás: Juliana Dornelles Borges, gaúcha de 22 anos, metro e oitenta de altura e confessas 20 plásticas. Ela própria já nem sabia se era Juliana ou Anajúlia. Ou se, dentro do seio turbinado com 250 ml de silicone ainda batia um coração. A moça só confirmava ter feito “duas dezenas de intervenções cirúrgicas” para ficar com a forma que hoje exibe.

Ora, nem Mary Shelley, a criadora de Frankenstein, teria tido ideia mais “reformadora”, aplicando em sua humana besta nada menos do que 20 alterações no projeto original.

Primeiro, Juliana corrigiu suas orelhas de abano. E o orgulhoso autor da reforma geral, o cirurgião Almir Moojen Nácul, foi enumerando as benfeitorias que acumulou na cliente: colocação de 250 ml de silicone em cada um dos seios; lipoaspiração do abdômen, alta cintura e costas; remoção, via lipo, de gorduras localizadas acima das nádegas; extração de três sinais do corpo e do rosto; preenchimento de “clareiras” em regiões de tecido mole por substâncias siliconadas; escultura com silicone para preenchimento das maçãs do rosto, visando torná-las mais pronunciadas; modelação do queixo, pelo mesmo método, para torná-lo arredondado; preenchimento da linha que contorna a mandíbula, para acentuar a separação entre rosto e pescoço; e recheio do lábio superior, par torná-lo mais carnudo – ufa!

Juliana ainda se viu na obrigação de perder peso e afinar a cintura. Com um novo rosto e um par de seios “zerinho”, a robô resultante pôde, afinal, comemorar o título de Miss Brasil com sua supermamãe.

Em vez de Exupéry, Juliana lê, provavelmente, a revista Mecânica Popular. Ou, num arroubo de sofisticação, Expedição ao Planeta Terra e Odisseia no Espaço, de Arthur C. Clarke, o “Exupéry” da sciece fiction.

A nova valorização dos seios grandes não partiu da Associação de Bebês Lactentes, nem da multinacional Parmalat ou de Anita Ekberg, a “peituda” feliniana de A Doce Vida. Partiu de um novo senso estético que reclama mulheres mais cheinhas, assim como as Maja de Velázquez ou as gordinhas de Peter Paul Rubens, o gênio holandês das mulheres opulentas.

Também eu saudei a redescoberta do seio nos desfiles de modas, com as “taças mais cheias” de Gisele Bündchen e Ana Cláudia Michels. Mas está claro que, nesta matéria, há espaço para as explicações de Freud: de tanto se sentir perdida e insegura, a humanidade está precisando de um consolo “oral”, o seio materno.

Inventor do silicone em 1904 –embora com outros propósitos –, o médico inglês Kipping jamais imaginaria que a principal utilidade de seu invento seria adubar essa plantação de melões em hortas planas.

4 Respostas

  1. Querida Marilda,

    Só hoje dei com este comentário seu: Apenas uma coisa te posso dizer: És o máximo…
    Se um dia tivermos oportunidade de nos conhecer pessoalmente, vamos perder horas a conversar…
    Um abraço grande
    Vera Lucia

  2. Sr. Sérgio, Velasquez não tem, suponho, nenhum quadro com o título “Maja” ou nada pintou referido a esse título. Maja Desnuda é de Francisco de Goya. O senhor deve estar equivocado. Abraço. Otávio

  3. Sérgio, a maioria das mulheres faz o que a maioria dos homens quer e vice-versa. As mulheres de hoje não aceitam a velhice porque os homens de hoje não aceitam envelhecer. Estão sempre tentando provar que ainda são jovens, se casando com mulheres que tenham a metade de suas idades.
    Vinícius foi um grande poeta, sim, mas também foi um grande cafajeste. Fazia poesias maravilhosas e descartava a musa no dia seguinte. Instituiu um modelo de comportamento que é adotado pelos homens. E é muito fácil de cair na lábia de um poeta… as mulheres fazem qualquer negócio para ser musas desses homens.
    Mas isso não é o pior. O pior mesmo, é que transformaram tudo em proibido, pecado. Hoje, é pecado ser gordo, é pecado ser feio, é pecado ser velho, é pecado ser carnívoro, é pecado fumar, beber, ser honesto, não ter tesão todos os dias, não ter peitos grandes, não ter pênis grande, não ter dentes brilhantes, não ser rico, não dominar as tecnologias… Mas nunca vi uma placa nos prédios públicos ou propagandas explicitas dizendo que é proibido roubar, matar, trair, mentir, enganar, corromper, ouvir músicas obscenas, clipes pornográficos. Tá um inferno! Todos os valores estão invertido. E não é só culpa das mulheres, não, meu querido… pode colocar o chapéu porque vocês têm muita culpa nesse cartório global. Os homens ainda dominam o mundo, nem que seja manipulando as mulheres burras.
    Abraço e parabéns pela coragem de escrever um artigo sobre esse assunto.

  4. Texto a tocar em tema mais do que oportuno. No exemplo que você cita, não sobra nada da matriz. Ora, o que importa? A palavra matriz, nos tempos que nos cabem, significa o quê? O tempo é de simulacros, acho que esta palavra também está perdendo o significado. As matrizes, os originais são substituídos … pelo quê?
    Grande abraço
    Zuleika dos Reis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: