CLETO de ASSIS convida:

Por la libertad de los presos políticos cubanos

Por la excarcelación inmediata e incondicional de todos los presos políticos en las cárceles cubanas; por el respeto al ejercicio, la promoción y la defensa de los derechos humanos en cualquier parte del mundo; por el decoro y el valor de Orlando Zapata Tamayo, injustamente encarcelado y brutalmente torturado en las prisiones castristas, muerto en huelga de hambre denunciando estos crímenes y la falta de derechos y democracia en su país; por el respeto a la vida de quienes corren el riesgo de morir como él para impedir que el gobierno de Fidel y Raúl Castro continúe eliminando físicamente a sus críticos y opositores pacíficos, condenándolos a penas de hasta 28 años de cárcel por “delitos” de opinión; por el respeto a la integridad física y moral de cada persona; firmamos esta carta, y exhortamos a firmarla a todos los que han elegido defender su libertad y la libertad de los otros.

Firmar en

http://firmasjamaylibertad.com/ozt/index.php#lists

2 Respostas

  1. Também me somo a Vera Lúcia, ao Companheiro Vidal e ao Cleto de Assis. Tenho imenso respeito pela história de lutas do velho guerreiro Fidel, em especial no combate ao mais poderoso país do planeta. Mas agora estou com a Vera Lúcia, Fidel e seus seguidores deixaram passar o momento da história. Não há mais espaços para ditaduras ou permanências prolongadas em regimes fechados. O mundo certamente caminhará para um acordo geral e uma abertura cada vez maior às livres manifestações. Não há como prender ou calar aqueles que de minhas posições ou atitudes discordam. A palavra deve estar sempre liberta, assim como a opinião mesmo que ela seja cretina e nos causem espanto pela desfaçatez da dominação calada.

    Ou um mundo livre e aberto às participações coletivas, ou nada teremos para enfrentar o grande poder do capital esmagador de oportunidades sociais e humanas. De nada adianta aprisionar pessoas e também virar prisioneiro do meu próprio regime. Enfrentamentos devem continuar a acontecer sim, mas não contra aqueles que de nós discordam e vivem em nossa casa, mas sim contra aqueles que nos oprimem pelo esgotamento de ofertas de oportunidades ou por boicote à nossa integridade como nação, como pessoa.

    Não querendo me imiscuir na vida cubana, penso que o país precisa se soerguer como nação e como repositório de uma das mais belas histórias de superação de nação no Século XX na América Latina. Mas para isto deverá atentar que agora o mundo é outro. Concordo inteiramente com a Vera Lúcia Kalahari.

    Deixo um abraço fraterno a todos que trazem a liberdade como bandeira tremulando no olhar.
    TM

  2. Como defensora da liberdade total em qualquer regime político ou social, dou o meu contributo para esta causa, em que o nosso querido amigo Cleto está empenhado, com o apoio deste site
    ”Palavras”, onde a palavra de ordem é sem dúvida alguma ”Liberdade”.
    Duvido é que esta iniciativa encontre eco nos governantes cubanos…
    Apesar dos fortes laços de amizade que nos une a nós, angolanos, ao povo cubano, nunca aceitei ou aceitarei a política ditatorial que muitas vezes é seguida pelo ”mais velho” Fidel.
    As suas ideias de governo são completamente refractárias às mudanças que se impõem, porventura legitimadas no passado, mas já revogadas pelos actuais conceitos políticos , na qual todos os governos têm a obrigação de se integrarem.
    Um abraço aos amigos Cleto de Assis e J.B.Vidal e o meu aplauso pela iniciativa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: