DIÁRIO DA SOLIDÃO: “Ao pescador Wagner Itanhaem” – de ewaldo schleder / ilha de santa catarina

SONETO AO MAR II

Wagner Itanhaem, pescador

.

No mar me alivio,
Com o mar me cofesso,
O costão é minha alegria,
E a puxada do peixe, eu venero…

Suas límpidas águas a navegar,
linhas ao fundo a arremessar,
escutar a melodia de suas ondas
tocar a areia a beira mar..

Navegar junto a suas lajes,
e ao fundo mergulhar,
querer descobrir seus mistérios…

e o homem a te maltratar,
jogando sua podridão e seus desejos,
e eu na praia a lamentar e chorar


.

Ao pescador Wagner Itanhaem

o pescador

(na linha o anzol)

risca o horizonte

e fisga o sol

Uma resposta

  1. Muito Obrigado pela singela homenagem do Amigo. Fiquei muito grato com esta surpresa. se me permite, compartilharei este link em meu facebook. Forte Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: