MARILDA CONFORTIN e seus POETRIX / curitiba

FINDO PRECONCEITO

No caixão,

Pretos e brancos

Viram cinza

POBREZA DE ESPÍRITO

Quem tem dinheiro

e não tem valores,

é um miserável.

IGUARIAS

Olho no olho

Língua al dente

E o corpo todo ensopado

USUFRUTO

Entrego-te meu corpo

E te asseguro o direito

De gozar plenamente

ARMADILHA

Alheia à teia

O moço almoça

A moça

2 Respostas

  1. Querida Marilda,

    Tu sabes.
    Teus poetrix podem muito porque conhecedora da aliteração das palavras jogas com elas.
    Não fazes um “kaketoba”, mas sonoriza as idéias em cascata e surpreende no final.
    Muito bom. Gosto sempre, minha poeta.

    Grande Abraço.
    TM

  2. Maravilhosos, Marilda!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: