VACA SAGRADA de ewaldo schleder / ilha de santa catarina

foto de ewaldo schleder

Vaca sagrada

.

Fui morar perto do mar

numa tal Praia Brava

ganhei foi uma vaca

o mugido do animal

grata, ao que pastava

Naquela santa Ilha

curti praias e brisas

sua doçura e sais

entre dunas e campos

pedras raios temporais

De perto nunca a vi

jamais desejei dela

as tetas ou os cornos

muito menos a carne

o couro ou a vitela

Bicho de estimação

nem lembro haja tido

não conto minha vaca

Catarina, seu nome

sagrada é apelido

3 Respostas

  1. Taí, Evaldo. Eu também já me impressionei com uma vaca que frequentava uma praia do Rio Grande do Sul. Aquele olhar perdido no mar, ruminando, solitária, é uma imagem muito louca. Não resisti e fui lá, me deitar a seu lado. Ela não moveu nem o rabo. E ficamos ambas, sozinhas, ruminando, ruminando…
    Beijo, amigo.

  2. Você está certíssima, Rosangela. A foto é da Praia da Solidão, onde moro. O que passa é que eu havia iniciado uma série de textos como Diário da Solidão e este seria o nome da sessão, apesar do poema Vaca Sagrada falar da Praia Brava. O que ficou foi a foto da Solidão ilustrando o poema da Brava. Mas o tema é uma vaca que conheci só de mugido e a linda Ilha de Santa Catarina, constante no poema e na foto – então, tudo bem…obrigado por escrever, Ewaldo.

  3. Belíssima paisagem e o poema também, porém esta foto não pode ser da Praia Brava…estou certa? Que praia é essa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: