TRIGÉSIMO ANDAR de omar de la roca / são paulo

Estou sempre aberto para o mar.

Sentado e minha mesa,tenho sempre a água ao meu redor.

Numa reunião de negócios no alto do prédio ,revolvo meus pés na areia da praia.

E respiro a doce maresia em salas fechadas.

Procuro ter sempre a brisa do mar em mim.

Que me alivia , me completa.

Mas também penso nas cachoeiras  que vertem direto no mar.Nas matas fechadas

Mas prefiro o mar.

Das montanhas gosto da altitude delas, dos bosques de pinheiros ,  de seu perfume

amadeirado.

Mas o mar me trás o sal. O Santo Sal da purificação.

Já as montanhas me trazem as maresias  florais, as areias verdes e orvalhadas.

Os campos me trazem a solidão de praias vazias.

Onde cavalgo a beira mar, rápido, cada vez mais rápido.

É minha vez agora,

Hora de apresentar resultados. Falar sobre visitas e contatos.

Mais uma folha virada.Não pelo vento, que a sala esta fechada e condicionada.

Alguns comentários, parabens por um trabalho bem feito.

Já posso empurrar o barco prá água.

E depois a imensidão do mar me embalando.

O marulhar das ondas no casco ,as paginas se transformam em gaivotas,

E saem voando a procura de leitores peixes ávidos.

E eu fecho os olhos e aproveito o sol, o mar,o calor.

Neste tão condicionado e frio salão no 30 andar.

 

2 Respostas

  1. Nesse mundo de desesperança
    de desilusão,mágoa,tristeza
    tudo fere,matrata e cansa
    palavras tortas,mortas,frieza

    tudo enjoa,cansa,maltrata
    ate o mar,que joga, sacode
    tempestade,calmaria retrata
    escondendo,que furia não pode.

    até o dia em que possa tudo
    derrubar o que estiver a frente
    espumar ate ficar fervente
    afogar,o torpe atual conteudo.

    até o dia em que possa
    a luz do sol da tarde
    mansamente espraiar a aguas
    na praia que ainda não existe
    podendo sorrir sem chiste
    levando embora toda mágoa
    que a todos encharque
    com uma salobra poça.

    e só então sorrindo
    possa voltar ao leito
    num murmurar infindo
    no infinito peito.

  2. Por isso tudo te chamas Omar. Haver-te-ia outro nome possível?
    Zuleika.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: