SETE CENÁRIOS DO BAILE DE MÁSCARAS – de zuleika dos reis / são paulo


                                             

1.

Se tivesses tido

com as mulheres

comigo

a mesma coragem

com que caminhas

nos outros todos campos

da tua vida

a minha vida

não se teria tornado

esta Mascarada

esta Inexistência.

2.

No baile de máscaras

eu, com a cara limpa,

sou uma aberração.

3.

Vesti também

as máscaras obrigatórias.

Como Fernando Pessoa

na Tabacaria

“Quando quis tirar a máscara

estava pegada à cara.”

 

4.

A velhice

nos chegou a todos

de chofre

no meio do baile.

Fomos para a praça

nesta quarta-feira de cinzas

para sempre.

5.

Em verdade

quem aprendeu com quem

a Mascarada

a Inexistência

o Teatro de Sombras?

6.

No meio da noite

o espelho do sonho

nos assombra a todos

mascarados

a dormir no vestiário.

7.

Assombrada

vagueio pelas salas

na procura inútil

do Mascarado que amo

com a sua eterna fala em meus ouvidos:

“Eu não te conheço.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: