MALABARISTA – de wagner oliveira de melo / curitiba

Malabarista!
Eu sou você!
Destino ou acaso, quem é que decide?
Tortas ou retas, todas as linhas levam pro mesmo lugar. ( Afirmação ingrata).
No cartório, com nome e sobrenome legalizaram o aborto.
-Vai meu filho ser malabarista nessa vida!
Embora pequeno, já é adulto aquele menino. Vestindo a camiseta da ganância, todas as tardes ele compartilha suas moedas escassas com aquele espelho d`água; e sob o reflexo narcisista dos edifícios, repete o pedido de ontem, o mesmo de amanhã.
Voar, voar!
Tão alto quanto os edifícios, mais alto ainda, muito além das faces que se escondem atrás dos vidros escuros, olhos escuros, óculos escuros. Negligênciando, vilipendiando, atropelando a sua imagem e semelhança.
Eu sou você sem querer ser.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: