Kadafi – por philomena gebran / rio de janeiro

 

Acabo de ver transmitida pela Globonews,  parte da história do mais terrível ditador de todos, os tempos, se é que é que é possível dizer “o mais terrível “ quando todos os ditadores, são sinônimos de terror, sem exceções. Mas o que mais me impressionou, foi como todos os chefes de estado do Ocidente há seu tempo, se curvaram diante desse ditador prestando-lhe honras de grande estadista, preocupando-se, inclusive em achar lugares aprazíveis para a montagem de suas tendas. Eram os interesses econômicos falando mais alto, que as atrocidades muito bem conhecidas de todos, que Kadafi praticava com seu povo. Mas para os políticos em ação, o que é o povo diante dos interesses capitalistas e do petróleo que poderiam obter da Líbia, bajulando seu ditador; os interesses falam mais alto; o povo que se dane. O que me deixa ainda perplexa é que todos agora criticam as comemorações do povo, nas ruas da Líbia pela captura e morte do seu algoz; sem estabelecer nenhum  juízo de valor, me solidarizo com o povo líbio pela sua vitória e vida longa a esse bravo povo revolucionário, que lutou e resistiu até conseguir sua Vitória.

Uma resposta

  1. Tem toda razão, professora! Como o conhecimento histórico é quase nulo e a memória curta, também ninguém se lembra do massacre do cadáver de Mussolini (espezinhado depois de morto), em pleno país-berço da civilização latina. Difícil saber se há vingança justa ou injusta, “suja” ou “limpa”, o fato é que a vingança popular dificilmente tem limites, independentemente de espaço e tempo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: