NATAL – por zuleika dos reis / são paulo


O Natal nos liga à origem do Tempo Sagrado, onde está o Ser a Quem pertencemos, o Ser de Quem somos parte, independente do fato de termos clara em nós tal Ciência.

A manifestação da Criança Sagrada nos vem todo ano como Recordação e Presença; vem para nos lembrar que a Vida não tem fronteiras, nem de espaço, nem de tempo.

A manifestação da Criança Sagrada nos vem todo ano para nos mostrar que a Vida apenas É, a iluminar-nos desde Sempre, desde o Âmago, desde o Centro.

A manifestação da Criança Sagrada nos vem todo ano para nos incinerar das nossas misérias, por segundos que seja; para nos Iluminar, por segundos que seja; é preciso Coragem Desmedida para nos deixarmos incinerar, por segundos que seja, para nos deixarmos Iluminar, por segundos que seja; é preciso Desmedida Coragem, para que ousemos duvidar do brilho mais do que nunca ofuscante do Imediato Real, dos presentes sem Presença, do brilho que, se descuidarmos, nos fará passar totalmente em branco este Tempo de Recordação e de Presença da Criança Sagrada, que vem para nos Lembrar. Que vem para nos Lembrar, para nos lembrar de Nós.

 

 

4 Respostas

  1. Querida Bel, que surpresa feliz! Muito obrigada por este seu comentário a este meu texto escrito sem qualquer pretensão maior que a de dar um testemunho pessoal de fé ou da necessidade da fé.
    Beijo
    Zuka.

  2. Querida Zuka
    Muito mais que alento, é uma profunda reflexão, busquemos permanentemente a Criança Sagrada, sua alegria, vivacidade, e esperança.
    Beijo da Bel!

  3. Querido amigo Omar: escrevi esta mensagem, antes de tudo, para mim mesma, para acolher-me a mim, para acalentar-me. Eu a escrevi como expressão de sonho, de aspiração, para suprir minha própria falta de certeza, os titubeios da minha própria fé. Se tais palavras servirem de alento para as pessoas, isto me será causa de efetivo júbilo, me atenuará algo do sentimento de impotência perante o mundo, sentimento que vem, há muito, me acompanhando os dias e os rumos.
    Abraço grande a ti e a todos
    Zuleika.

  4. Zuleika
    Pois é. Poucos estão preparados ou tem coragem de visitar a si mesmos e voltar a realidade preparados para suportar seu fardo interior. Sem precisar se esconder em épocas. Mantendo a criança viva todos os dias para que sejamos como a sarça ardente todos os dias, queimando nossa vaidade, tristeza, qualquer sensação de inutilidade, de desesperança ou revolta.
    Bom Natal

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: