‘Documenta de Kassel’ tem quatro brasileiras; veja lista de artistas – por fabio cypriano / são apulo.sp

Vazou nesta quinta-feira (17) a lista de artistas mais esperada do ano: os 154 nomes selecionados para a 13ª Documenta de Kassel, programada para ser aberta no próximo dia 9 de junho.

A lista foi publicada no jornal alemão “Süddeutsche Zeitung”, quando a previsão era que a curadora da mostra, Carolyn Christov-Bakargiev, anunciasse os nomes selecionados apenas no dia 6.

Quatro artistas brasileiras foram escolhidas pela curadora: além de Anna Maria Maiolinno e Renata Lucas, nomes que a Folha já havia antecipado, as novidades são a paulista radicada em Berlim Maria Thereza Alves e a surrealista Maria Martins (1894-1973).

A presença de brasileira é representativa do restante da lista, com número significativo do que já foi chamado um dia de “sexo frágil”.

Alves participou, há dois anos, da 29ª Bienal de São Paulo com uma obra sobre a cultura do povo indígena Krenak, tema recorrente em suas obras. São muitos, aliás, os artistas da Documenta vistos na mais recente Bienal de São Paulo, entre eles o cineasta tailandês Apichatpong, o belga radicado no México Francis Alys, a dupla cubano norte-americana Jeniffer Allora & Guillermo Calzadilla, o norte-americano Jimmie Durhan, a espanhola Dora Garcia, o mexicano Mario Garcia Torres, e o albanês Anri Sala.

Com o longo título “The dance was very frenetic, lively, rattling, clanging, rolling, contorted and lasted for a long time” (em tradução livre a dança era muito frenética, viva, de chocalhar, tinir, rolar, contorcer e durou muito tempo), a exposição em Kassel irá apresentar ainda outros artistas com caráter histórico, caso da brasileira Maria Martins e dos também surrealistas Salvador Dali (1904-1989) e Man Ray (1890-1976).

Como o título já indica, alguns nomes da dança e da performance também foram elencados, como o coreógrafo francês Jerome Bel e o anglo-germânico Tino Sehgal, que chama suas performances de “situações construídas”.

Poucos são os nomes que podem ser considerados estelares, com exceção do próprio Dali e Man Ray. Entre eles, encontram-se o sul-africano Willian Kentridge e a alemã Rosemarie Trockel.

Uma das curiosidades da lista é atribuída a um artista anônimo: objetos destruídos pela guerra no Líbano.

A Documenta é considerada a mostra mais importante de arte contemporânea, com periodicidade de cinco anos. Em três semanas, a concretização desses nomes em diversos espaços de Kassel continuará a dar o que falar.

Mastrangelo Reino – 18.mar/Folhapress
A artista plástica Anna Maria Maiolino em exposição em Barcelona

LISTA DOS ARTISTAS (POR SOBRENOME)

A
Bani Abidi
Etel Adnan
Korbinian Aigner
Barmak Akram
Khadim Ali
Jeniffer Allora & Guillermo Calzadilla
Kai Althoff
Maria Thereza Alves
Francis Alys
Kanwar Amar
Ida Applebroog
Julietta Aranda & Anton Vidokle
Doug Ashford
Tarek Atoui
Kader Attia

B
Princess Bactrian
Nanni Balestrini
Amy Balkin
Massimo Bartolini
Thomas Bayrle
Jerome Bel
Gordon Bennett
Rosella Biscotti
Alighiero Boetti
Anna Boghiguian
Carol Bove
Andrea Bruno
Andrea Büttner
Gerard Byrne

C
Emily Carr
Mariana Castillo Deball
Paul Chan
Critical Art Ensemble
Abraham Cruzvillegas
Istvan Csakany
Attila Csörgö

D
Salvador Dali
Tacita Dean
Mark Dion
Thea Djordjadze
Willie Doherty
Song Dong
Trisha Donnelly
Sam Durant
Jimmie Durham

F
Guillermo Faivovich & Nicolas Goldberg
Geoffrey Farmer
Omer Fast
Lara Favaretto
Ceal Floyer
Liyn Foulkes
Chiara Fumai

G
Ryan Gander
Dora Garcia
Mario Garcia Torres
Theaster Gates
Mariam Ghani
Symrin Gill
Julio Gonzales

H
Fiona Hall
Donna Haraway
Susan Hiller
Horst Hoheisel
Pierre Huyghe
Sanja Ivekovic

J
Emily Jacir
Toril Johannessen
Joan Jonas
Brian Jungen

K
Robin Kahn
Hassan Khan
William Kentridge
Erkki Kurenniemi

L
Adriana Lara
Dinh Quang Le
Yan Lei
Gabriel Lester
David Link
Maria Loboda
Mark Lombardi
Renata Lucas
Marcos Lutyens

M
Goshka Macuga
Anna Maria Maiolino
Nalini Malani
Man Ray
Maria Martins
Fabio Mauri
Julie Mehretu
John Menick
Gustav Metzger
Lee Miller
Amanullah Mojadidi
Kyungwon Moon & Joonho Jeon
Gareth Moore
Rabih Mroue
Christian Phillipp Müller
Zanele Muholi

N
Vann Nath

O
Shinro Ohtake
Roman Ondak
Otolith Group

P
Christodoulos Panayiotou
Giuseppe Penone
Claire Pentecost
Susan Philipsz
Sopheap Pich
Lea Porsager
Michael Portnoy
Margret Preston
Seth Price
Ana Prvacki

R
Walid Raad
Michael Rakowitz
Araya Rasdjarmrearnsook
Doreen Reid Nakamarra
Pedro Reyes
Gunnar Richter
Stuart Ringholt
Ruth Robbins & Dixie Evans
Paul Ryan
Hannah Ryggen

S
Natascha Sadr Haghighian
Anri Sala
Seed Constellation Project
Albert Serra Juanda
Wael Shawky
Charlotte Salomon
Ines Schaber
Tino Sehgal
Albert Serra Juanola
Tejal Shah
Nedko Solakov
Alexandra Sukhareva

T
Mika Taanila
Javier Tellez
Aase Texmon Rygh
Alexander Tarakhovsky
Warwick Thornton
Rosemarie Trockel

V
Rojas Adrian Villar
Jeronimo Voss

W
Tjapaltjarri Warlimpirringa
Jessica Warboys
Lori Waxman
Clemens Wedemeyer
Apichatpong Weerasethakul
Lawrence Weiner

Y
Haegue Yang

Z
Akram Zaatari
Anton Zeilinger
Konrad Zuse

Anônimo
Destroyed objects damaged during Lebanese

.

FABIO CYPRIANO
CRÍTICO DA FOLHA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: