O panelaço da barriga cheia e do ódio – por juca kfouri / são paulo/sp

Nós, brasileiros, somos capazes de sonegar meio trilhão de reais de Imposto de Renda só no ano passado.

Como somos capazes de vender e comprar DVDs piratas, cuspir no chão, desrespeitar o sinal vermelho, andar pelo acostamento e, ainda por cima, votar no Collor, no Maluf, no Newtão Cardoso, na Roseana, no Marconi Perillo ou no Palocci.

O panelaço nas varandas gourmet de ontem não foi contra a corrupção.

Foi contra o incômodo que a elite branca sente ao disputar espaço com esta gente diferenciada que anda frequentando aeroportos, congestionando o trânsito e disputando vaga na universidade.

Elite branca que não se assume como tal, embora seja elite e branca.

Como eu sou.

Elite branca, termo criado pelo conservador Cláudio Lembo, que dela faz parte, não nega, mas enxerga.

Como Luís Carlos Bresser Pereira, fundador do PSDB e ex-ministro de FHC, que disse:

“Um fenômeno novo na realidade brasileira é o ódio político, o espírito golpista dos ricos contra os pobres.

O pacto nacional popular articulado pelo PT desmoronou no governo Dilma e a burguesia voltou a se unificar.

Surgiu um fenômeno nunca visto antes no Brasil, um ódio coletivo da classe alta, dos ricos, a um partido e a um presidente.

Não é preocupação ou medo. É ódio.

Decorre do fato de se ter, pela primeira vez, um governo de centro-esquerda que se conservou de esquerda, que fez compromissos, mas não se entregou.

Continuou defendendo os pobres contra os ricos.

O governo revelou uma preferência forte e clara pelos trabalhadores e pelos pobres.

Nos dois últimos anos da Dilma, a luta de classes voltou com força.

Não por parte dos trabalhadores, mas por parte da burguesia insatisfeita.

Quando os liberais e os ricos perderam a eleição não aceitaram isso e, antidemocraticamente, continuaram de armas em punho.

E de repente, voltávamos ao udenismo e ao golpismo.”

Nada diferente do que pensa o empresário também tucano Ricardo Semler, que ri quando lhe dizem que os escândalos do mensalão e da Petrobras demonstram que jamais se roubou tanto no país.

“Santa hipocrisia”, disse ele. “Já se roubou muito mais, apenas não era publicado, não ia parar nas redes sociais”.

Sejamos francos: tão legítimo como protestar contra o governo é a falta de senso do ridículo de quem bate panelas de barriga cheia, mesmo sob o risco de riscar as de teflon, como bem observou o jornalista Leonardo Sakamoto.

Ou a falta de educação, ao chamar uma mulher de “vaca” em quaisquer dias do ano ou no Dia Internacional da Mulher, repetindo a cafajestagem do jogo de abertura da Copa do Mundo.

Aliás, como bem lembrou o artista plástico Fábio Tremonte: “Nem todo mundo que mora em bairro rico participou do panelaço. Muitos não sabiam onde ficava a cozinha”.

Já na zona leste, em São Paulo, não houve panelaço, nem se ouviu o pronunciamento da presidenta, porque faltava luz na região, como tem faltado água, graças aos bom serviços da Eletropaulo e da Sabesp.

Dilma Rousseff, gostemos ou não, foi democraticamente eleita em outubro passado.

Que as vozes de Bresser Pereira e Semler prevaleçam sobre as dos Bolsonaros é o mínimo que se pode esperar de quem queira, verdadeiramente, um país mais justo e fraterno.

E sem corrupção, é claro!

3 Respostas

  1. Engraçado como esses senhores culpam uns e defendem outros…
    O país está mergulhado em uma mar de lama e brigam por legendas, partidos, FALSAS IDEOLOGIAS, e presidentes…
    Num país descente existem pessoas comprometidas com o país e não com o poder…
    No Brasil o poder e a chance de governar é o que importa. As maracutaias, os esquemas, o roubo, o desvio de verbas, o pouca educação, a educação faminta sem merenda e todos os mal-feitos que aqui reina…
    E ainda se tem uma discussão sobre elite branca e pobres perseguidos…

    Um defende o proletariado que mudou de mãos e o outro defende uma elite que um foi branca…

    Hoje só quem está no topo da cadeia alimentar são os mesmos que são eleitos pelos famintos que são comprados pelas bolsas misérias e pelos projetos de educação que não são igualitários…

    Enquanto a podridão pairar sobre o Brasil e os vagabundos de terno e gravata, ladrões e assassinos permanecerem no poder teremos cada vez mais inocentes mortos…

    Parabéns defensores de A e B, e não do nosso Brasil…

  2. Pois é, e o pessoal da esquerda negra tem a velha e feia justificativa, para todos que são contra a sua cartilha, de que os culpados para os seus desmandos são a elite branca, o FHC (que já deixou há 12 anos o poder), o Aécio, o Psdb, os países imperialistas, os EUA, etc. As bandalheiras que eles aprontam nunca são deles. Nunca se viu na história desse país tanta bandalheira, no entanto, eles ainda jogam a responsabilidade de tanta “calhorfada” nas costas de quem eles consideram seus”inimigos”.
    Mas foram justamente esses “Inimigos” (a suposta elite branca) que os colocaram lá onde tanto queriam estar (certamente para aprontar essa canalhice que vêm aprontando): o PODER. Esse suposto inimigo (a elite branca, já que todos que são de ideologias e partidos diferentes são considerados inimigos e elite branca) os colocou lá exatamente para tirar uma certa ‘elite branca” que andava aprontando, e na época achava-se que a roubalheira era demasiadamente grande. Quanta ingenuidade.
    O que acontecia naquela época era café pequeno perto do que essa esquerda negra vem aprontando no PODER (que eles tanto queriam). E ainda colocam a culpa em quem já deixou o poder há uma década e pouco, a elite branca. Um dos princípios da honestidade, da ética, do caráter bem formado, é assumir seus supostos erros e desvios. E isso é tudo o que não está acontecendo agora.
    O que está acontecendo hoje não é uma luta entre ideologias, partidos, siglas, etc. É uma luta entre a honestidade e a falta de caráter e moral. O brasileiro de caráter, considerado elite branca por esses que andam aprontando nas esferas do PODER (que tanto queriam), não está lutando por partidos, por siglas, por ideologias, por Psdbs, Pts, PPs, etc. Ele está lutando pela ética sim, pela honestidade sim, pela moral sim, e acima de tudo, pelo BRASIL.
    Ele está cansado de tanta safadeza descarada, a olhos vistos, escancarada. E ele tirou a elite branca do poder há um década e pouco justamente para acabar com “tanta” (quanta ingenuidade na época, né?) roubalheira, que era pelo menos o que se considerava naqueles tempos. E colocou justamente quem se colocava como o arauto da MORAL, da ÉTICA, da CORREÇÃO.
    Não só foi enganado, como colocou lá uma certa bandidagem que está dando aula em bandidos declarados. Nunca se viu na história desse país tanta canalhice. Isso quer dizer que não existia nos tempos da elite branca? Não, existia sim, e muito. Só que hoje existe demais. Ultrapassa as raias do “tolerável”, do “aceitável”, do “suportável” (se é que bandalheira deve deve ser tolerada, aceita, suportada).
    A grande maioria (a elite branca, já que quem está contra a corja do poder é considerada como tal) está a favor da ética, da moral, e não a favor de Psdb, da direita, da elite branca, ou de quem quer que seja. O Brasil é que está em jogo, a honestidade, o caráter, a correção. E os pts da vida insistem em acirrar uma briga que só existe na cabecinha deles: a luta de classes entre elite branca e pobres desvalidos, entre imperialista centrais e explorados periféricos. Sabe esse discurso que já encheu o saco até dos mais alienados?
    Pois é. A URSS já se desintegrou há décadas, mas seu discurso permanece, o de uma gente que se considera explorada e injustiçada por Deus e o mundo. Mas que, no entanto, vive esperando e lutando (luta armada mesmo) por uma oportunidade de subir ao poder, não para limpar a sujeirada, levar a moral e a ética, como se propõem no discurso, mas para fazer pior do que aqueles que eles tanto condenam. Nunca se viu na história desse país tanta roubalheira. Mas o culpado é, sempre, … a elite branca.

    1. Quanta asneira, inocente…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: